Não é a primeira vez que o trabalho do técnico Mano Menezes é questionado no Cruzeiro. O treinador, que retornou ao clube em julho de 2016, também sofreu críticas no mês de maio em 2017 e no ano passado. Curiosamente, no final das duas temporadas anteriores, a Raposa conquistou a Copa do Brasil.

2017:

Em maio, o trabalho do treinador foi questionado após o Cruzeiro perder o Campeonato Mineiro para o Atlético e ser eliminado na primeira fase da Copa Sul-Americana para o Nacional, do Paraguai. As críticas voltaram a acontecer em julho, depois que a Raposa foi derrotada no clássico contra o Atlético pelo Campeonato Brasileiro por 3 a 1. 

No Brasileirão, o Cruzeiro, que em nenhum momento brigou pelo título, terminou na quinta colocação. Já na Copa do Brasil, com uma campanha marcada por resultados emocionantes, o time comandado por Mano Menezes conquistou a competição depois de vencer o Flamengo nos pênaltis. 

2018:

Mesmo com o título do Campeonato Mineiro no primeiro semestre, o Cruzeiro foi questionado por começar mal a Libertadores e o Campeonato Brasileiro, entre abril e maio. Nos três primeiros jogos da competição continental, o time celeste somou apenas dois pontos e teve que fazer uma campanha de reação (conseguiu três vitórias na sequência) para se classificar às oitavas de final. No Brasileirão, a primeira vitória aconteceu apenas na quarta rodada – 1 a 0 sobre o Botafogo, no Mineirão. 

No fim do ano, Mano Menezes voltou a celebrar a Copa do Brasil com duas vitórias sobre o Corinthians na decisão.  Com seis conquistas, o Cruzeiro se tornou o maior vencedor do torneio. Na Libertadores, a equipe foi eliminada pelo Boca Juniors nas quartas de final em duelos marcados por polêmicas. E no Campeonato Brasileiro, com uma campanha irregular e com poucos gols marcados (34 em 38 jogos), o time celeste terminou em oitavo lugar. 

2019:

O ano estava tranquilo para o Cruzeiro. Mesmo sem grandes exibições, a equipe comandada por Mano Menezes conquistou o Campeonato Mineiro contra o Atlético e venceu os cinco primeiros jogos da Libertadores. 

Mas as últimas exibições deixaram a desejar. Na competição continental, a Raposa perdeu em casa para o Emelec, do Equador, por 2 a 1, no sexto jogo da fase de grupos. Mesmo assim, o time terminou como líder disparado do grupo B. 

As críticas se acentuaram com as três derrotas nas cinco primeiras partidas do Campeonato Brasileiro e com a atuação apática contra o Fluminense, pela ida das oitavas de final da Copa do Brasil, quando o Cruzeiro finalizou apenas uma vez no empate em 1 a 1, no Maracanã. 

Diante do momento turbulento, a reapresentação do elenco nesta terça-feira (21), na Toca da Raposa 2, será marcada por reunião entre diretoria, comissão técnica e jogadores. 

LEIA MAIS

Reunião entre diretoria e Mano Menezes marca retorno do Cruzeiro a BH após goleada no RJ

Apesar da fase negativa, a torcida espera que, como nos anos anteriores, a equipe comandada por Mano Menezes termine o ano com mais títulos importantes.