Matar uma especulação por dia: esta tem sido a tarefa de Deivid no comando técnico do Cruzeiro. Marinheiro de primeira viagem no cargo, o ex-atacante ganhou mais um “substituto” nesta semana. Demitido do Palmeiras na noite dessa quarta (9), Marcelo Oliveira – bicampeão brasileiro pela Raposa (2013/14) – teve um possível retorno à Toca II bastante cogitado nas redes sociais.

Porém, se depender da diretoria celeste, Oliveira seguirá fora do clube, e Deivid, pelo menos por enquanto, permanecerá do comando.

A primeira “sombra” do atual técnico cruzeirense foi Eduardo Baptista. Demitido do Fluminense, no final do mês passado, o treinador foi cogitado no clube mineiro no dia seguinte; possibilidade também rechaçada pela diretoria celeste.

Mesmo com 70% de aproveitamento no comandando Cruzeiro, Deivid sofre por não ter dado ao time o nível técnico esperado e, principalmente, por não ter realizado nenhum outro trabalho antes de assumir o clube. O currículo em branco causa desconfiança, principalmente em grande parte da torcida.

Até o momento, o treinador acumula 10 jogos na temporada; foram seis vitórias, três empates e apenas uma derrota.

Outro nome especulado para assumir a Raposa, Cuca foi anunciado pelo Palmeiras na tarde dessa quinta (10). Treinador do clube mineiro entre 2010 a 2011, e mais uma “ameaça” para Deivid, o curitibano chegou a dizer que fora sondado para retornar à Toca, porém preferiu não aceitar.

Questionada sobre a declaração do treinador, a diretoria negou qualquer intenção em contratá-lo.

E assim, nesta onda de especulações, Deivid vai seguindo no cargo. O próximo desafio do treinador será na terça-feira, contra o Uberlândia. As duas equipes se enfrentam às 20h30, no Mineirão. O duelo é válido pela sétima rodada do Campeonato Mineiro.