A crise no Cruzeiro dentro e fora de campo se arrasta. O presidente do ASA, Bruno Euclides, não poupou críticas a direção do clube estrelado. Segundo o dirigente, a agremiação mineira ainda não arcou com a dívida de R$ 240 mil pela contratação do meia-atacante Valdívia, que treina há duas semanas na Toca da Raposa II. Euclides alega que a direção azul está protelando o pagamento, mudando os prazos e até ameaça denunciar o caso à CBF.
 
“A gota d'água é ver o Cruzeiro, clube tradicional e multicampeão, protelar o pagamento de compromisso firmado em contrato. Falo da venda do atleta Caique (Valdívia), que há mais de duas semanas já se encontra em Belo Horizonte, com mais de duas semanas de contrato assinado de cessão de atleta. E o mesmo Cruzeiro, que pagou 1.2 milhões por Marinho e fez proposta Irrecusável por Robinho, simplesmente ignora o compromisso firmado e protela o pagamento de tão irrisória quantia ao ASA. Fica a lição, clube nenhum merece confiança, dinheiro sempre na frente. Aprende menino, aprende”, postou o dirigente no Twitter.

O ASA está com um atraso de pagamento há 15 dias e aguardam o pagamento do Cruzeiro para quitar a dívida. Segundo o Cruzeiro, o pagamento será efetuado nos próximos dias.