O confronto entre River Plate, da Argentina, e Cruzeiro, pelas oitavas de final da Copa Libertadores, coloca frente a frente os dois treinadores mais longevos da competição. Marcelo Gallardo, que chegou ao time argentino em junho de 2014, enfrenta pela primeira vez Mano Menezes, no Cruzeiro desde agosto de 2016. Os dois técnicos são considerados “copeiros”, especialistas em torneios no formato de mata-mata. 

A primeira partida entre os dois clubes será nesta terça-feira (23), no estádio Monumental de Nuñes, em Buenos Aires, às 19h15, e o jogo da volta acontecerá no dia 30, no Mineirão, no mesmo horário.

O classificado encara nas quartas de final San Lorenzo, da Argentina, ou Cerro Porteño, do Paraguai, que começam o duelo entre eles nesta quarta-feira, também em Buenos Aires. 

Responsável direto por recolocar o River como protagonista do continente, Muñeco (Boneco), como é carinhosamente chamado pela torcida millonaria desde os tempos de jogador, é o treinador mais vitorioso do clube. A conquista da Recopa Sul-Americana contra o Atlhetico-PR, em maio, foi o décimo título no comando da equipe, ultrapassando Ramón Diaz, que tem nove troféus.

Gallardo é referência no River. Idolatrado como jogador e técnico, Muñeco participou de três das quatro conquistas de Libertadores do time millonario – 1996, como atleta, e 2015 e 2018, como treinador. 

Enquanto o comandante do River ostenta dois títulos como treinador da maior competição sul-americana, Mano Menezes, referência quando o assunto é longevidade em um clube no Brasil, busca a primeira conquista do torneio.

Depois de faturar o bicampeonato da Copa do Brasil, em 2017 e 2018, o sonho do técnico cruzeirense é conquistar pela primeira vez a América. Na Libertadores, Mano ficou no quase em 2007, quando comandava o Grêmio e perdeu a decisão para o Boca Juniors, arquirrival do River Plate.

Pela Raposa, a única participação na competição aconteceu no ano passado, e novamente o time xeneize levou a melhor, desta vez nas quartas de final. 
Para Mano Menezes, a manutenção do trabalho de Gallardo no River Plate é a receita do sucesso do treinador adversário. “São duas equipes com ideias claras de jogar futebol, embora diferentes. O River Plate vem conquistando títulos importantes em função da manutenção do trabalho do treinador, de suas ideias de jogo e de uma boa execução por parte dos jogadores”, destacou o técnico cruzeirense.

Gallardo x Cruzeiro

O técnico do River Plate já enfrentou o Cruzeiro pela Copa Libertadores, também nas quartas de final. Em 2015, a Raposa venceu a partida de ida por 1 a 0, em Buenos Aires, mas foi derrotada no jogo da volta, no Mineirão, por 3 a 0. O time millonario avançou e conquistou o título da competição.

Treino no CT do Boca

Mano comandou nesta segunda-feira (22) um treino fechado no Complexo Pedro Pompilio, a Casa Amarilla, CT do Boca Juniors. O meia Thiago Neves, que se recupera de dores na panturrilha direita, participou do aquecimento e pode reaparecer no time depois de dois jogos. O atacante Fred, com tendinite, é desfalque certo. 

Velho conhecido

O River conta em seu elenco com um velho conhecido da torcida mineira. O atacante Lucas Pratto, que se recupera de dores na parte inferior da coluna, está entre os 20 relacionados de Marcelo Gallardo. 

O jogador acelerou seu retorno aos gramados nesta semana ao treinar com bola com o restante do grupo, mas não está 100% e não deve ser titular no jogo da noite desta terça. 

mano x gallardo

Clique na imagem para ampliar ou salvar