O meia-atacante Alisson cresceu no Cruzeiro. Em 11 anos de Toca da Raposa, conquistou títulos importantes nas categorias de base e no time profissional.

Agora como adversário, Alisson marcou o segundo gol do Grêmio na goleada por 4 a 1, neste domingo (8), no Independência. Com muitos amigos na Toca e a essência ligada ao clube, o jogador lamentou o momento cruzeirense. 

“É triste pelos companheiros que eu tenho aqui. Mas que eles possam ter força para dar a volta por cima. Pelos meus ex companheiros porque eles merecem muito”, destacou Alisson. 

O meia-atacante deixou o Cruzeiro no início de 2018 em uma troca envolvendo o lateral Edilson, que hoje defende a Raposa e foi um dos alvos do protesto da torcida que aconteceu no lado de fora do Independência após o jogo. 

Apesar da troca solicitada pela diretoria cruzeirense em 2018, Alisson não guarda mágoas da Raposa. 

“Foram 11 anos de clube e fui muito feliz aqui. Em momentos difíceis, como 2015 e 2016, quando tive lesões, ao invés deles se desfazerem de mim, acreditaram sempre em mim. É um clube que eu tenho muito respeito. Tenho muitos amigos, não só jogadores, mas também funcionários. Hoje eu visto a camisa do Grêmio, que é outro clube gigante, defendo as cores desta camisa e fiquei feliz em ter feito o gol”, ressaltou.

Com profissional do Cruzeiro, Alisson marcou 23 gols em 163 jogos. O jogador conquistou dois Brasileiros (2013 e 2014), uma Copa do Brasil (2017) e um Campeonato Mineiro (2014).