Um dia após a eliminação na Copa do Brasil, o presidente do Cruzeiro, Gilvan de Pinho Tavares, compareceu a reapresentação do grupo celeste à comissão técnica na Toca da Raposa II e se reuniu com os jogadores no início das atividades da tarde desta quinta-feira (27) por cerca de 10 minutos.

"Escutamos o que já vivenciamos em outras situações. O presidente passou confiança. Depende de nós, dentro de campo, para mudar. É o nosso objetivo daqui para frente. A gente estava tentando, as coisas não estavam acontecendo, mas agora domingo tem jogo com Santos", afirmou Fábio, em entrevista veiculada pela rádio Itatiaia, após o treino, revelando como foi a conversa com o mandatário.

O atacante Vinícius Araújo também comentou sobre a reunião com o presidente. "Hoje, o presidente esteve aí para dar apoio para gente, falar que confia no grupo, e que temos que resolver em campo. O treinador escala, mas quem está em campo tem condição de mudar a história do jogo. A gente tem de levantar a cabeça, continuar trabalhando, porque as vitórias dependem da gente", disse.

Além do presidente, também estiveram presentes o diretor de futebol Isaías Tinoco e o supervisor de futebol, Benecy Queiroz. O treinador Vanderlei Luxemburgo com a comissão técnica também estiveram presentes.

Durante a partida entre Cruzeiro e Palmeiras no Mineirão, foi divulgado que o presidente Gilvan teria deixado o Mineirão, após o terceiro gol dos adversários.

Na 15ª posição, com apenas 22 pontos, um a mais que o Coritiba, primeiro na zona de rebaixamento, o Cruzeiro se concentra para o próximo jogo contra o Santos, no domingo (30) às 18h30, no Mineirão.