TUIUTI (SP) – Desde que foi apresentado, em 1959, o Mini Cooper se consagrou como um dos carrinhos mais charmosos do mundo. Ganhou fama de descolado e prático, tendo apenas duas portas. Pois agora o compacto premium inglês quer conquistar um novo nicho no mercado, ao acrescentar mais duas portas e aumentar seu espaço interno.

O novo Mini Cooper com quatro portas (que a BMW, dona da marca Mini, chama de “5 Portas”, pois contam com a entrada do porta-malas) foi apresentado nesta semana pela Mini Brasil, em Tuiuti, interior paulista. O novo Cooper ficou 17 centímetros mais comprido e teve seu entre-eixo aumentado em 7,2 centímetros. No porta-malas, a capacidade chegou a 278 litros, 67 a mais do que a versão duas portas.

Rodrigo Novello, gerente de Vendas, Produto e Preço da Mini Brasil, informou que as concessionárias da marca já têm as primeiras unidades.

O Mini Cooper 4 Portas chega em três versões, com duas motorizações diferentes.

A versão de entrada, Mini Cooper 5 Door (como querem os europeus), desembarca por aqui ao preço de R$ 105.950, com motor 1.5 litro de 3 cilindros, TwinPower Turbo, 136 cv de potência e 22 mkgf de torque.

Em seguida, vem o Cooper S, equipado com o motor TwinPower Turbo 2.0 litros, quatro cilindros, 192 cv de potência e 28 quilos de torque. O Cooper S tem dois níveis de acabamento: Exclusive (R$ 122.500) e Top (139.950). E toda a tecnologia de entretenimento, segurança e conforto.

Os modelos de quatro portas são exatamente 6 mil reais mais caros em relação às mesmas versões com duas portas.

Segundo Julian Mallea, diretor da Mini Brasil, o modelo com quatro portas deverá responder por 25% das vendas da gama Mini em todo o país.

Viajou a convite da Mini Brasil e do Grupo BMW.