A polícia da Macedônia informou hoje que pelo menos 22 pessoas, entre elas 13 policiais, ficaram feridas durante protestos étnicos na capital Skopje. As manifestações, que irromperam na sexta-feira e continuaram na madrugada, foram iniciadas por macedônios descontentes com a nomeação do novo ministro da Defesa, um ex-comandante rebelde no conflito de 2001, de etnia albanesa, que opôs os dois principais grupos étnicos da Macedônia.

Os albaneses organizaram um protesto na capital neste sábado. Ambas as manifestações se tornaram violentas, com macedônios e albaneses se revezando nos conflitos com a polícia, mas, até agora, não um grupo contra o outro.

Talat Xhaferi foi nomeado ministro da Defesa duas semanas atrás, o que provocou protestos que ganharam corpo na sexta-feira. A polícia informou que efetuou 18 prisões até o momento - cinco dos detidos são menores de idade. As informações são da Associated Press.