Copa do Brasil

Rafael Cabral brilha, defende quatro pênaltis, o Cruzeiro vence o Remo e avança na Copa do Brasil

Ana Paula Moreira
@anapdmoreira
12/05/2022 às 21:52.
Atualizado em 12/05/2022 às 22:10
 (Fernando Michel / Hoje em Dia)

(Fernando Michel / Hoje em Dia)

Foi com muita emoção! Após duas eliminações na terceira fase da Copa do Brasil, o Cruzeiro bateu o Remo nos pênaltis, encerrou um tabu de quase 43 anos, e avançou para a próxima fase do torneio. O goleiro Rafael Cabral foi o nome da decisão, pegando quatro cobranças da equipe paraense. No final, o Cruzeiro venceu por 5 a 4, nessa quinta-feira, para a alegria dos quase 22 mil cruzeirenses que lotaram o Independência. 

A Raposa aguarda, agora, o sorteio da CBF para conhecer o adversário na próxima fase da Copa do Brasil. Enquanto isso, a equipe celeste volta as atenções para a Série B do Campeonato Brasileiro. No próximo domingo, o Cruzeiro vai até Recife enfrentar o Náutico, às 16h, pela sétima rodada da competição nacional. 

O Cruzeiro começou a partida precisando de dois gols para conseguir a classificação às oitavas de final da Copa do Brasil. E não perdeu tempo. O time celeste pressionou a defesa adversária desde o início do jogo, tendo algumas chances com Jajá e Luvannor. O goleiro Vinícius teve trabalho, mas conseguiu segurar o ímpeto da equipe mineira. O Remo se fechou na defesa, tentando algumas jogadas no contra-ataque, mas sem muito sucesso. 

A torcida celeste não pode reclamar das oportunidades criadas pela Raposa, que pecava nas finalizações. O time de Pezzolano criou muitas jogadas, mas não conseguia reverter as chances em gol. Os cruzeirenses que lotaram o Independência incentivaram o time o tempo todo, mas o 0 a 0 permaneceu no placar até o intervalo. 

No segundo tempo, o Cruzeiro tinha mais 45 minutos para fazer dois gols e garantir a classificação ou marcar pelo menos um e levar a decisão para os pênaltis. Pezzolano mexeu e lançou o time ao ataque. O Remo se segurava como podia, mantendo a defesa bem postada e seguindo com algumas chances no contra-ataque. 

Após várias tentativas, o Cruzeiro foi agraciado com um gol aos 30 minutos para a alegria da torcida. Após cobrança de escanteio, a bola sobrou na pequena área para o atacante Edu. O artilheiro não perdeu a oportunidade e mandou para o fundo das redes, levando o Independência a explodir de alegria. 

O Remo sentiu o gol e teve que sair pro jogo. O resultado levava a decisão para os pênaltis. Com o jogo aberto, as duas equipes se lançaram ao ataque para tentar matar a partida e garantir a vaga nas oitavas de final. Muito afobados, nenhum time chegou com muito perigo. 

Nos pênaltis, Brock, Rodolfo, Daniel Junior, Lucas Oliveira e Rafael Santos converteram as cobranças para o Cruzeiro. Edu, Rafa Silva e Zé Ivaldo pararam no goleiro Vinícius. Mas Rafael Cabral se deu melhor, pegando as batidas de Marlon, Leonan, Lailson e Everton Sena. O Cruzeiro volta às oitavas de final da Copa do Brasil após cair nessa fase do torneio nos últimos dois anos.

Ficha do jogo:

Cruzeiro

Rafael Cabral; Zé Ivaldo, Oliveira e Eduardo Brock; Geovane (Daniel Junior), Willian Oliveira (Fernando Canesin), Adriano (Rafa Silva) e Bidu (Rafael Santos); Jajá, Edu e Luvannor (Rodolfo). Técnico: Paulo Pezzolano. 

Remo

Vinícius; Kevem (Everton Sena), Daniel Felipe, Marlon e Leonan; Anderson Uchoa, Marciel (Paulinho Curuá) e Albano (Bruno Alves); Erick Flores, Fernandinho (Lailson) e Brenner (Vanílson). Técnico: Paulo Bonamigo. 

Motivo: Jogo de volta da 3ª fase da Copa do Brasil 

Data: 12 de maio de 2022 (quinta-feira)

Local: Independência

Cidade: Belo Horizonte 

Arbitragem: Raphael Claus, auxiliado por Danilo Ricardo Simon Manis e Ronei Cândido Alves

Cartões amarelos: Brenner e Marciel, do Remo. 

Gol: Edu, do Cruzeiro, aos 30 minutos do segundo tempo. 

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por