O Cruzeiro conheceu neste sábado a terceira derrota consecutiva, a segunda seguida no Campeonato Brasileiro. O time celeste foi derrotado pelo Palmeiras por 1 a 0, no Allianz Parque, e pode terminar a rodada na zona de rebaixamento. 

Rogério Ceni apostou na juventude. Jovens jogadores, como Cacá, Rafael Santos e Ederson, começaram entre os titulares enquanto os medalhões Thiago Neves e Robinho iniciaram a partida na reserva. 

O jogo

Em um primeiro tempo morno, o time celeste começou melhor o jogo. Aos cinco minutos, Weverton defendeu chute colocado de Pedro Rocha e o rebote de David. O Palmeiras, por sua vez, tinha a posse de bola, mas não conseguia criar oportunidades. Sem conseguir entrar na defesa cruzeirense, Felipe Melo tentava chutes de fora da área sem assustar Fábio.

A etapa inicial caminhava para o 0 a 0, mas o Palmeiras conseguiu chegar ao gol depois de uma indecisão da defesa cruzeirense. Marcos Rocha cruzou da direita, Cacá se chocou com Ederson e bola sobrou para Bruno Henrique, que estufou as redes de Fábio. 

No segundo tempo, o Palmeiras voltou forçando as jogadas com Dudu, nas costas do jovem lateral Rafael Santos. O Cruzeiro, sem inspiração, não criou. Thiago Neves e Sassá entram nos lugares de David e Fred, mas as falhas ofensivas continuaram as mesmas. 

Com a derrota, o Cruzeiro terminou o primeiro turno do Brasileirão com apenas 18 pontos. Se o Fluminense derrotar o Corinthians, neste domingo, no Maracanã, a Raposa pode entrar na zona de rebaixamento. 

FICHA TÉCNICA

Palmeiras x Cruzeiro

Motivo: 19ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: Allianz Parque
Arbitragem:  Rodolpho Toski Marques (PR), auxiliado por Bruno Boschilia e Victor Hugo dos Santos (todos do Paraná).
VAR: Paulo Roberto Júnior (PR)
Gol: Bruno Henrique (aos 46 minutos do primeiro tempo)
Cartões amarelos:  Felipe Melo e Dudu (Palmeiras); Marquinhos Gabriel, Rafael Santos e Ederson (Cruzeiro)

PALMEIRAS: 
Weverton; Marcos Rocha, Gustavo Gómez, Vitor Hugo e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique e Gustavo Scarpa; Willian (Zé Rafael), Dudu e Luiz Adriano (Borja). Técnico: Mano Menezes

CRUZEIRO: 
Fábio; Orejuela, Cacá, Leo e Rafael Santos (Egídio); Henrique, Ederson; Marquinhos Gabriel, David (Thiago Neves), Pedro Rocha; Fred (Sassá). Técnico: Rogério Ceni