Um fato incomum marca esta edição da Copa do Brasil. O torneio não terá representante dos clubes do "eixo Rio-São Paulo" na semifinal apenas pela terceira vez em 31 edições. As disputas com ausência de paulistas e fluminenses foram em 1991, com Goiás, Grêmio, Coritiba e Criciúma, e 2016, quando Grêmio, Cruzeiro, Atlético e Inter chegaram no penúltimo estágio da competição.

Em 2019, Cruzeiro, Inter, Grêmio e Athletico-PR compõem a semifinal da Copa do Brasil. O detalhe é que a Raposa chega à fase pelo quarto ano consecutivo - todas as vezes com o técnico Mano Menezes. O comandante se tornou o primeiro técnico a jogar a semifinal em quatro anos seguidos. 

O Furacão é o único time que nunca conquistou a Copa do Brasil entre os semifinalistas. Com seis conquistas, o Cruzeiro, atual bicampeão, é o recordista de títulos da competição. O Grêmio tem cinco trofeus do torneio e é a segunda equipe que mais venceu o campeonato. O Inter foi campeão uma vez. 

Os quatro clubes embolsaram R$ 6,7 milhões por terem chegado à semifinal da Copa do Brasil. O prêmio para o campeão será de R$ 52 milhões, e o vice receberá R$ 21 milhões.

O sorteio dos mandos de campo para Cruzeiro x Inter e Grêmio x Athletico-PR será na segunda-feira (22), às 15h.