Vaiado na saída de campo, o técnico Deivid apoiou o torcedor do Cruzeiro que foi ao Mineirão ontem e apoiou o time durante os 90 minutos, mas não se conteve ao ver o placar do estádio marcar 1 a 1, aos 47 minutos do segundo tempo, quando muita gente já comemorava a vitória. Quando seguia para o vestiário, muitos torcedores se encaminharam para o local próximo ao túnel de acesso e xingaram bastante o treinador. Parte da torcida tentou dar apoio.

“Eu faria o mesmo. Se eu venho ao estádio como o torcedor fez, eu quero ver meu time ganhar. Aí você toma um empate aos 47 minutos do segundo tempo e deixa o torcedor chateado mesmo”, apoiou Deivid. Apesar da bronca, ele pediu um pouco mais de paciência para o time engrenar. “Ainda estamos em início de temporada, temos que ter um pouco de paciência e as coisas vão se ajeitando com o trabalho do dia a dia. Eu também queria ver a equipe jogando bem e goleando”, completou.

Muitos torcedores saíram do estádio na bronca reclamando que o Cruzeiro se acomodou com a vantagem no placar, mas Deivid explicou que pediu justamente o contrário no intervalo. “Eu pedi aos jogadores para a gente não recuar e tentar fazer o segundo gol. Administrar porque o América viria para cima e a gente teria mais chances de ampliar. Acho que a equipe se comportou bem até os últimos minutos. Depois não conseguimos controlar o jogo. Agora é trabalhar durante a semana e recuperar. Clássico é assim. Só acaba quando o juiz apita”, explicou Deivid, que saiu de campo bastante vaiado por parte da torcida.