O volante Tinga, que saiu da Toca da Raposa II de ambulância, teve fratura na tíbia e na fíbula da perna direita confirmada após passar por exames de imagem no Hospital Life Center, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte. O atleta passará por uma cirurgia na manhã deste sábado pelo médico Carlos Emílio. Sem previsão de retorno aos gramados, possivelmente o volante não irá atuar nesta temporada.

No primeiro treino após a vitória sobre o Grêmio, por 1 a 0, nesta sexta-feira (22), em uma atividade descontraída, o famoso rachão, o volante dividiu bola com o goleiro Rafael e saiu de campo com suspeita de fratura na perna direita. Imediatamente, o atleta foi atendido e foi encaminhado de ambulância direto para o hospital.

Participaram da atividade no campo, os jogadores que não atuaram contra o tricolor gaúcho no Mineirão e aqueles que entraram na etapa final. Já os titulares fizeram um trabalho regenerativo.

Em entrevista coletiva, o treinador estrelado Marcelo Oliveira lamentou o acontecido durante a atividade que, até o momento, transcorria tranquilamente. "Tínhamos até então uma tarde muito agradável, de alegria, por uma vitória difícil contra o Grêmio e aconteceu essa fatalidade", pontuou.

"Foi em uma dividida simples, com o goleiro tentando fechar espaço. Ele acabou sofrendo uma fratura. Seria triste com qualquer atleta, ainda mais com o Tinga é uma de nossas lideranças e muito querido por todos", frisou.

(*) Atualizada às 19h30