A temporada regular de Pedro Ken com a camisa do Vasco da Gama rendeu ao Cruzeiro quatro possibilidades para decidir o futuro do jogador. Além do interesse dos cruz-maltinos, a Raposa tem analisado propostas de Vitória e Bahia e se mostra aberta a negociações, mas exige que o meia se reapresente com o elenco na próxima segunda-feira.
 
Em entrevista à Gazeta o empresário de Ken colocou o destino de seu cliente apenas nas mãos do time celeste. Segundo Carlos Corsini, o Vasco seria o mais próximo de um acordo com os mineiros, mas condições impostas pelos cariocas não têm agradado aos dirigentes do atual campeão brasileiro.
 
“O Pedro se reapresenta no Cruzeiro na segunda-feira e lá é que eles vão definir se ele fica para 2014 ou não. Vasco, Vitória e Bahia já nos procuraram, mas nenhum time de fora ainda. Para ele ficar no Vasco depende da questão salarial. Eles (diretoria do Vasco) querem que o Cruzeiro pague o salário inteiro durante o empréstimo”, esclareceu Corsini.
 
A intenção do Gigante da Colina era tira proveito da relação criada com a venda de Marlone aos celestes e diminuir os gastos com o empréstimo de Pedro Ken. Mesmo atuando na Série B do Campeonato Brasileiro, o meia afirmou que gostaria de permanecer em São Januário, mas o Cruzeiro é quem definirá se o destino será a Fonte Nova ou o Barradão, onde atuou em 2012.