Depois de perder Murilo, Lucas Silva e Raniel, o volante Lucas Romero pode ser o próximo a deixar o Cruzeiro. O jogador, que manifestou interesse em voltar para o futebol argentino, tem proposta do Independiente. 

Para que a negociação não se transforme em “novela”, a viagem do Cruzeiro para Buenos Aires, onde enfrentará o River Plate, na terça-feira (23), pela Libertadores, também será importante para definir o futuro de Romero. Uma reunião entre a direção cruzeirense e o empresário do atleta, Christian Bragarnik, deverá acontecer na Argentina antes do duelo pela competição continental.  

O diretor de futebol da Raposa, Marcelo Djian, admitiu que o volante pediu a liberação para acertar a transferência para o Independiente. 

“A proposta que veio do Independiente, que foi recusada, veio por meio do empresário dele, o Christian Bragarnik. E agora, terça-feira, nós devemos ter mais uma conversa, já que estaremos na Argentina, e o empresário disse que iria conversar conosco lá. E vamos ver. A princípio, o jogador gostaria de estar retornando. Ele acha que jogando na Argentina tem chance maior de jogar na Seleção. Eu falei para ele, da minha parte, que eu não gostaria que ele saísse” destacou Marcelo Djian em entrevista à Rádio Itatiaia.

Além de vislumbrar sequência como titular em sua posição e visibilidade para ser lembrado na Seleção de seu país, uma questão pessoal pode pesar na decisão do jogador. A esposa de Romero está grávida e existe o desejo de ficar próximo à família. 

A primeira proposta do Independiente foi de R$ 7,6 milhões pelos 50% dos direitos econômicos do jogador que pertencem ao Cruzeiro. A outra metade é do Vélez Sarsfield, de onde ele veio, e que tem direito de receber 500 mil dólares em multa, caso aconteça transferência para um clube argentino.

Com a negociação em andamento, há a possibilidade de Romero ficar fora do confronto contra o River Plate.