“Quero ser campeão pelo Cruzeiro. O clube é muito grande e a torcida também”. Esse foi o aviso o meia Matias Pisano durante sua apresentação como novo reforço para o meio campo do Cruzeiro. Bem humorado e empolgado com a oportunidade em vestir a camisa celeste, o jogador, de 24 anos, enalteceu a estrutura do clube e fez até piada sobre o seu tamanho. Com apenas 1,65m, Pisano ficou conhecido na Argentina por sua habilidade, que ele quer mostrar agora no futebol brasileiro.

“Tenho 1,65m e isto é bom pra mim porque consigo passar a bola entre as pernas dos adversários”, brincou o argentino.

Para assinar com o time celeste, o argentino abriu mão de cerca de 15% dos valores que teria a receber do Independiente. O Cruzeiro vai pagar cerca de 1 milhão de dólares ao Independiente, além do perdão da dívida pelo não pagamento do empréstimo do atacante Ernesto Farías, em 2013. Ele assinou contrato por três temporadas com a Raposa.

"Estou muito contente em estar no Cruzeiro. Estou muito feliz. Farei todo o possível para conseguir títulos com o clube. O clube é muito grande, pela torcida, pelo clube e pela instituição", falou Pisano.

Nascido no dia 13 de dezembro de 1991, em Buenos Aires, Pisano começou a carreira na base do time do Chacarita Juniors. Em 2013, ele foi contratado pelo Independiente. Pelo "El Rojo", ele disputou 99 partidas e marcou sete gols.

Confira pontos da entrevista do novo reforço:

Tratamento recebido pelos novos companheiros

"Já falei com Ariel, com Sácnhez Miño. Eles estão tratando de me unir ao grupo. Os brasileiros também são de muito boa onda."

Torcida do Cruzeiro

"A torcida é muito grande, muito apoiadora. Isso é bom para os jogadores."

Principais qualidades

"Obviamente, gosto de assistir os companheiros e chegar ao gol adversário."

Futebol brasileiro

"Sempre gostei do futebol brasileiro. Quando o Cruzeiro demonstrou interesse, não hesitei em vir."

Repercussão em jogar no Cruzeiro

"No Twitter, muita gente começou a me seguir, demonstrando ansiedade pela minha chegada."