Com a saída cada vez mais iminente de Lucas Silva para o futebol europeu – provavelmente o Real Madrid –, o Cruzeiro trabalha nos bastidores em busca de um substituto da jovem promessa revelada na Toca da Raposa.

Ao confirmar sua saída da direção de futebol do clube, Alexandre Mattos ouviu do presidente Gilvan de Pinho Tavares que sua principal missão seria concretizar a negociação de Lucas Silva.

O dirigente está fora do país e cogita-se que ele estaria na Espanha para fechar a transação. O Cruzeiro nega a informação e diz que Mattos está nos Estados Unidos.

Um dos nomes pretendidos pela cúpula cruzeirense para substituir Lucas Silva, conforme apurou o Hoje em Dia, é o do volante Gabriel, do Botafogo. O jogador, de 22 anos, é considerado pela torcida alvinegra, ao lado de Jefferson, como destaque em General Severiano.

No Brasileirão 2014, Gabriel se sobressaiu pela precisão nos desarmes. Ele terminou a competição como o maior ladrão de bola, com 105 no total.

O jogador do Botafogo atende uma das exigências feitas pelo técnico Marcelo Oliveira para o setor. O comandante da Raposa entende que falta ao time um atleta com a característica de Gabriel, principalmente para a disputa da Libertadores, grande objetivo do clube na próxima temporada.

ADIANTADO

Notícias dão conta que as negociações estão bem adiantadas. O Botafogo é dono de 70% dos direitos econômicos de Gabriel, que tem contrato com o clube carioca até 31 de dezembro de 2015.

E o que facilitaria a vinda do volante para a Toca da Raposa seria o péssimo momento político e financeiro vivido do clube alvinegro. Rebaixado para a Série B e com uma dívida estimada em R$ 750 milhões, as dificuldades do Botafogo podem ser decisivas na intenção do clube em liberar o atleta para o bicampeão brasileiro.

Disputar a Libertadores seria um atrativo a mais para o jovem volante. Recentemente, Gabriel afirmou que caso haja uma proposta boa para as duas partes ele pode pensar melhor no seu futuro. Procurado na última quarta-feira (10), o empresário de Gabriel, Márcio Bittencourt, não retornou as ligações.

Já o Cruzeiro informou que não comenta especulações no clube.

No final de 2013, o Botafogo recebeu propostas da Udinese e do Genoa, ambos da Itália, para contar com o jogador, mas o negócio não vingou.

Gabriel passou, inclusive, a ter passaporte italiano, o que facilitaria uma transferência para a Itália ou outros países da Europa. Em julho, quem também mostrou interesse em contratar o volante foi o Porto, de Portugal. Mas nenhuma proposta chegou à direção do Glorioso.