Atlético

Embora tenha feito “menção honrosa” aos 2 a 1 sobre o América de Cali, Cuca não titubeou quando indagado se a goleada por 4 a 0 em cima do Cerro Porteño, nesta terça-feira (4), no Mineirão, representou a melhor performance do Atlético em sua segunda passagem pelo clube.

“Sim, foi um jogo bem jogado. Contra o América (de Cali) também foi bem jogado, mas tomamos um gol que acabou, no final do jogo, colocando em risco o resultado. Acho que eles (jogadores do Galo) vão evoluindo à medida que vão tendo um conhecimento maior entre eles e pegando mais confiança. O ser humano é assim, movido à confiança. As coisas surgem mais naturalmente”, comentou o treinador, que, após cumprir suspensão nas duas primeiras rodadas, comandou o Alvinegro à beira do campo.

Por outro lado, confessou que há situações que ainda precisam ser revistas. “Temos muito a evoluir e a crescer. Quando se ganha, não quer dizer que está tudo certo ou que não se precisa mais evoluir. Temos muita coisa a corrigir e crescer cada vez mais como equipe”, pontuou.

Um dos fatores positivos levantados por Cuca foi o sistema defensivo de uma forma geral, tanto na questão da solidez da retaguarda, quanto na marcação feita por todo o time alvinegro.

“Acho que foi uma grande partida que o Atlético fez, soube entender o jogo, marcou, fez dois gols por roubadas de bola no campo de ataque. O pessoal está entendo mais essa marcação-pressão”, destacou.

E prosseguiu com a explicação: “Em alguns momentos ficamos com a bola, mas em outros a gente passou a linha para ter a exploração da velocidade. E deu certo. Fizemos gols bonitos e criamos outras chances que poderiam ter entrado também. Sofremos poucos riscos atrás. Mais uma partida firme e sólida da defesa e que não tomamos gol”.