Desfalque nos dois últimos jogos do Atlético, em razão de um desconforto muscular, o meia Nacho Fernández é presença incerta no duelo com o Juventude, no próximo sábado (20), às 20h, no Mineirão, pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Após a vitória do Galo por 1 a 0 sobre o Athletico-PR, na última terça-feira (16), em Curitiba, o técnico Cuca justificou a ausência do argentino no confronto na Arena da Baixada e fez questão elogiar o futebol do camisa 26.

“As vezes, você sente falta de um jogador num jogo e no outro você sente um pouco menos, como foi contra o Corinthians. Hoje (contra o Athletico-PR) um pouco mais. É um jogador importante para nós, mas, não adianta trazer um atleta sem condição real e arriscar perdê-lo pelo fim do campeonato”, disse o treinador, em entrevista coletiva.

Cautela

Além de ficar fora diante do Furacão, Nacho também havia desfalcado no triunfo sobre o Corinthians, na última quarta (10), pelo mesmo motivo. Somando o embate com o América, quando o meio-campista estava suspenso, são três jogos em que não esteve à disposição da comissão técnica.

Apesar de reconhecer a importância de Nacho para o time, Cuca pregou cautela em relação ao retorno do jogador, evitando estipular um prazo para que isso aconteça.

“Você perde um jogador numa partida, mas ganha três, quatro, cinco dias para ele fazer uma transição, pegar confiança, coisa que talvez não tivesse nesse jogo. Não tenho um prazo. Dois, três dias para ele estar em condições. Temos que avaliá-lo dia a dia”.

Sem Nacho Fernández, o comandante alvinegro vem recorrendo a um atacante a mais, mudando a formação do time para três, em vez de quatro homens no meio-campo.

Leia mais
Atlético inicia nesta quarta-feira a venda de ingressos para o jogo contra o Juventude
Keno pede cautela para o Atlético confirmar o título do Campeonato Brasileiro
Cuca admite faltar pouco para título do Atlético e elege 'jogos memoráveis' da campanha