Eles têm mais em comum do que a camisa 10 e a missão de atuar como maestros dos respectivos times. Nos últimos tempos, o celeste Thiago Neves e o alvinegro Cazares vinham sendo questionados pela irregularidade e pelo futebol abaixo do potencial.

Pois na semana passada e na atual os dois meias-atacantes deram o recado no campo e reafirmaram sua importância para o sucesso de seus times, especialmente num momento em que os atacantes de ofício (Fred e Ricardo Oliveira) têm passado em branco.

TN10 marcou os quatro últimos gols do Cruzeiro e, se não conseguiu evitar a derrota para a Chapecoense no Horto, foi fundamental para o empate com o São Paulo no Pacaembu e, mais do que isso, para a emocionante classificação diante do Fluminense na Copa do Brasil, quando ainda bateu o pênalti decisivo.

Já o equatoriano balançou as redes diante do CSA-AL (depois do jogo acabou vendo uma brincadeira com o amigo Luan quase se tornar polêmica) e quinta-feira, contra o mesmo Santos da oitava rodada do Brasileirão, mostrou entendimento perfeito com Chará, dando as duas assistências que levaram aos gols do colombiano e à classificação na Copa do Brasil.

Desfalques
Diante de um Corinthians sem Cássio, Fágner, Pedrinho, Mateus Vital, Manoel (que não pode jogar por contrato) e com Vágner Love como dúvida, o Cruzeiro entra em campo disposto a dar fim ao incômodo jejum de sete partidas sem vencer e a ganhar terreno na classificação do Brasileirão, afastando-se do Z4. Mano Menezes não contará com Fred, que deixou contundido a partida com o Fluminense – Sassá atuará no ataque.

Já o Atlético busca manter o embalo no Brasileiro, além da condição de um dos melhores visitantes (venceu Ceará e Vasco) da competição.
Apesar do jejum, Ricardo Oliveira deve ser mantido no ataque por Rodrigo Santana na Vila Belmiro. Para o Peixe, fora da Copa do Brasil, o reencontro se torna mais do que simples revanche –ambas equipes estão separadas por um ponto e o time praiano tem agora o Brasileiro como único objetivo no restante da temporada. Mais uma vez Jorge Sampaoli não contará com Rodrygo, impedido de jogar por não ter se apresentado à Seleção Olímpica que participa do Torneio de Toulon, na França.