A trajetória de Dedé com a camisa do Cruzeiro está oficialmente encerrada. Nesta sexta-feira (2), a rescisão do contrato do jogador com a Raposa foi publicada no Boletim Informativo Diário da CBF (BID).

Após momentos marcantes, como os bicampeonatos do Brasileirão (2013 e 2014) e da Copa do Brasil (2017 e 2018, atuando apenas na segunda), separados pela superação de uma série de lesões nos dois joelhos, o defensor teve um fim de trajetória melancólico na Raposa.

Sem entrar em campo há mais de 20 meses, novamente em razão de problemas físicos, o jogador ficou marcado por uma polêmica nas vésperas do rebaixamento da equipe estrelada para a Série B e por uma batalha judicial que vinha travando com a Raposa nos últimos meses.

Contratado em abril de 2013, por cerca de R$14 milhões, junto ao Vasco, Dedé disputou 188 jogos, marcou 15 gols e conquistou sete títulos pela equipe estrelada. Além do torneios nacionais, levantou a taça do Campeonato Mineiro em três oportunidades (2014, 2018 e 2019).

O Hoje em Dia separou dez momentos marcantes do melancólico encerramento da passagem do zagueiro pelo Cruzeiro:

19/10/2019 – Com dores no joelho direito, Dedé é substituído no primeiro tempo do duelo com o Corinthians, pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro.

23/10/2019 – O zagueiro passa por uma cirurgia para retirar um fragmento ósseo no joelho direito.

20/11/2019 – Um vídeo de Dedé dançando em uma festa particular, fazendo a coreografia conhecida como “sarrada no ar”, pouco mais de um mês após a cirurgia e com o Cruzeiro perto do rebaixamento, gera revolta de parte da torcida celeste.

6/1/2020 –  Após a queda à Série B, Dedé se reapresenta junto ao elenco do Cruzeiro na Toca II e dá continuidade ao tratamento.

8/3/2020 – Sem sucesso na recuperação, Dedé passa por outro procedimento cirúrgico. Dessa vez, a pedido do jogador, no Rio de Janeiro, por profissionais que não trabalham na Raposa. Desde então, não tratou mais nas dependências do Cruzeiro.

11/1/2021 – Dedé aciona o Cruzeiro na Justiça do Trabalho cobrando mais de R$35 milhões, entre salários na CLT, direitos de imagem e FGTS.

22/02/2021 – Dedé consegue liminar que permite a rescisão do contrato com o Cruzeiro.

11/03/2021- Justiça suspende liminar que determinava rescisão do contrato de Dedé com o Cruzeiro.

30/06/2021 – Cruzeiro e Dedé chegam a um acordo para o parcelamento dos débitos e a rescisão do contrato. O clube estrelado vai pagar R$16 milhões, em 60 parcelas, a partir de janeiro de 2022.

2/07/2021 – Rescisão do contrato de Dedé com o Cruzeiro é publicada no BID.