Cristiano Ronaldo aproveitou o primeiro encontro com Daniel Alves para cobrá-lo pelas declarações proferidas pelo lateral brasileiro depois do clássico em que o Barcelona goleou o Real Madrid, em 21 de novembro do ano passado, pelo Campeonato Espanhol. Segundo o jornal Marca, houve "trocas de acusações e palavras muito sérias" no encontro entre os dois.

A discussão aconteceu durante uma sessão de fotos em um hotel em Zurique. O brasileiro e o português foram eleitos para o time do ano da Fifa e, por isso, se encontraram antes da premiação que consagrou Messi como o melhor jogador de 2015. Cristiano Ronaldo ficou em segundo lugar nesta disputa do prêmio Bola de Ouro, enquanto o Neymar foi o terceiro.

Depois da vitória por 4 a 0 no clássico, Daniel Alves afirmou que "Cristiano é muito artista, um ator principal. Quando ganha, fala de você. Quando perde, tem de engolir", o que certamente irritou o craque português.

Os jornais espanhóis que relataram o ocorrido com Daniel Alves fizeram questão de destacar que Cristiano Ronaldo manteve uma relação cordial com Messi e Neymar, outros jogadores do Barcelona que participaram da premiação, assim como com Iniesta.

Na entrevista depois da premiação, o lateral do Barcelona cutucou mais uma vez o português. "Me surpreende (Neymar não ser o segundo no Bola de Ouro), mas choram quando digo essas coisas", afirmou o brasileiro. "Quando Léo não vencer, o vencedor será Ney", disparou.