Fenômeno de 28 anos. Este é o belo-horizontino Bruno Henrique. Valorizado após uma temporada brilhante, o atacante, além de ter sido autor do gol da virada do Flamengo sobre o Al Hilal, da Arábia Saudita, teve participação no terceiro tento da equipe brasileira na vitória por 3 a 1 que garantiu vaga na final do Mundial de Clubes nesta terça-feira (17).

Engolido pelo adversário saudita nos primeiros 45 minutos de jogo, em Doha, o time comandado pelo português Jorge Jesus se organizou no intervalo e, na segunda etapa, mostrou porquê levantou os canecos do Campeonato Brasileiro e da Copa Libertadores. 

Com gols do uruguaio Arrascaeta, ex-Cruzeiro, do "Flecha", nascido na capital mineira, e o terceiro contra, o "Mengão" será o Brasil na final do torneio mais cobiçado pelos sul-americanos. Além disso, o Flamengo fez história no continente com mais um triunfo em 2019.

Com a virada, o rubro-negro se tornou o primeiro time da América do Sul a conquistar uma virada na "nova era" da competição. Desde 2005, com o formato de vários clubes na disputada, nenhuma equipe havia conseguido este feito e deixar o campo com a classificação.

Bruno Henrique, por sua vez, chegou a 35 gols na temporada. Ele, Gabigol, Arrascaeta, Rafinha e companhia fazem história no ano mais brilhante da história do Flamengo.

"Feliz mais uma vez por contribuir. Uma excelente vitória da nossa equipe. Vimos um jogo deles e que caíram de rendimento no segundo tempo. Conversamos. O Mister pediu para que não abaixássemos a intensidade. Foi o que aconteceu. Com a nossa qualidade, conseguimos virar o jogo", comentou o camisa 27 à Rede Globo.

Nesta quarta (18), o temido Liverpool encara o Monterrey, do México. Quem vencer, será o segundo finalista do Mundial. A grande decisão será no sábado (21).

Ficha técnica:
FLAMENGO 3x1 AL-HILAL


Árbitro: Ismail Elfath (EUA)
VAR: Alan Kelly (Irlanda) 
Cartões amarelos: Pablo Marí, Bruno Henrique, Diego (FLA), Al-Bulalhi, Giovinco (ALH)
Cartão vermelho: André Carillo (ALH)

Gols: Salem Al Dawsari (19’ 1T, 0x1), Giorgian De Arrascaeta (4’ 2T, 1x1), Bruno Henrique (32’ 2T, 2x1), Ali Bulalhi, contra (36’ 2T, 3x1)

FLAMENGO: Diego Alves, Rafinha, Rodrigo Caio, Pablo Marí, Filipe Luís; Willian Arão, Gerson (Diego, 29’ 2T); Everton Ribeiro, Giorgian De Arrascaeta (Piris da Motta, 46’ 2T), Bruno Henrique (Vitinho, 44’ 2T); Gabriel Barbosa. Técnico: Jorge Jesus.

AL-HILAL: Abdullah Al-Malouf, Mohammed Al-Berik, Jang Hyun-soo, Ali Al-Bulalhi, Yasser Al-Shahrani; Carlos Eduardo, Gustavo Cuellar; Andre Carillo, Sebastian Giovinco (Omar Kharbin, 26’ 2T), Salem Al-Dawsari (Nawaf Al-Abed, 37’ 2T); Bafétimbi Gomis (Abdullah Ateef, 45’ 2T). Técnico: Razvan Lucescu.

flamengo