O Cruzeiro concluiu, nesta segunda-feira (8), a mudança da sede administrativa do Barro Preto para um escritório de coworking, localizado na região Leste de Belo Horizonte.

Com a alteração, a Raposa estima economizar cerca R$ 2 milhões por ano, relativos a gastos com a manutenção do espaço e despesas fixas, e pretende gerar receitas com a locação do imóvel que abrigava a parte administrativa da instituição desde 2003.

Quando anunciou a mudança, em dezembro do ano passado, o Cruzeiro informou que os cerca 180 colaboradores do Cruzeiro poderão utilizar os 859 espaços de propriedade da WeWork, que estão espalhados em 151 cidades, em 38 países.

No caso do espaço no shopping, a Raposa tem um andar customizado para receber os funcionários, formando um ambiente que abrigue desde a diretoria, até os serviços mais básicos da administração.

Após uma conversa com os colaboradores do clube, o presidente Sérgio Santos Rodrigues comentou sobre a nova casa.

“Hoje, iniciarmos nossas atividades aqui, todos juntos, me traz muita alegria. Como toda mudança este processo ainda vai ter algumas adaptações, e vamos deixar este espaço ainda mais com a cara do Cruzeiro. O pessoal do WeWork foi muito positivo com a gente, e tenho certeza de que esta é uma parceria que vai durar muito tempo. Quando falamos do Novo Cruzeiro é com essa mentalidade, corporativa, de trabalho. Estamos muito empolgados. Mais importante do que mudar a sede é a gente mudar a mentalidade do Cruzeiro daqui pra frente. Queremos que o Clube melhore e todos aqui vão contribuir para isso, completou Santos Rodrigues.

Leia mais

A duas semanas do centenário, Cruzeiro anuncia saída da sede administrativa do Barro Preto

Rivais e vizinhos: após 'dividirem' Independência, Cruzeiro e América vão ter a sede no mesmo prédio