De garoto-propaganda a condenado por estupro: há cinco anos, Robinho era anunciado pelo Atlético

Henrique André
@ohenriqueandre
11/02/2021 às 11:20.
Atualizado em 05/12/2021 às 04:09
 ( Reprodução/ Bruno Cantini - Atlético Mineiro)

( Reprodução/ Bruno Cantini - Atlético Mineiro)

Há exatos cinco anos, o atacante Robinho era oficializado como novo reforço do Atlético e chegava ao clube como principal "garoto-propaganda" da parceria do Alvinegro com a fornecedora de material esportivo canadense Dryworld.

Na época com 32 anos, o "Rei das Pedaladas" foi anunciado por meio do Twitter do então presidente Daniel Nepomuceno e assinou contrato de dois anos com o clube mineiro. Apresentado numa festa de gala, num evento em que o torcedor conheceu os uniformes para a temporada, o jogador, apesar dos bons números em campo, só levantou o caneco do Campeonato Mineiro de 2017.

Ao todo, Robinho fez 109 jogos pelo Atlético e marcou 36 gols. Atualmente, aos 37 anos, ele está longe dos holofotes do esporte e com a imagem bastante arranhada. Condenado em segunda instância pela justiça italiana, recorre em liberdade e tenta escapar da pena de nove anos de prisão por estupro. O crime, praticado com outros amigos, aconteceu em janeiro de 2013, numa boate em Milão. A vítima foi uma jovem albanesa.

Contratado pelo Santos no ano passado, o atacante teve o contrato suspenso após imensa mobilização dos torcedores nas redes sociais e a perda de patrocinadores.

  

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por