Na luta para deixar a parte de baixo da tabela da Série B, o Cruzeiro tem pela frente o Botafogo-SP, na próxima sexta-feira (6), às 19h15, no estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto, pela 20ª rodada do torneio.

No confronto direto contra as últimas posições, a Raposa (16ª colocada, com 20 pontos), vai encontrar três velhos conhecidos, que hoje atuam pela equipe paulista (19ª, com 18 pontos).

O atual elenco do Pantera conta com três ex-jogadores do time estrelado. Alguns deixaram boas lembranças, outros tiveram passagem discreta pela Toca da Raposa II.

Elicarlos

Contratado no início de 2008 à pedido do técnico Adilson Batista, o volante Elicarlos atuou por três temporadas pelo Cruzeiro.

Sem conseguir se firmar no time titular, o jogador foi peça bastante acionada por Adilson durante as partidas. O apreço do treinador pelo seu futebol, inclusive, é uma marca da passagem de Elicarlos pela Raposa.

Pela equipe celeste foram 90 jogos, dois gols, e os títulos do Campeonato Mineiro de 2008 e 2009. Elicarlos também participou da campanha do vice-campeonato do Cruzeiro na Copa Libertadores de 2009.

Gilson

Dos ex-cruzeirenses que defendem atualmente o Botafogo-SP, o lateral-esquerdo é quem teve passagem mais discreta pela Toca da Raposa II.

Contratado em 2012, após se destacar pelo América no ano anterior, o jogador somou 12 partidas nas duas oportunidades qem que defendeu o time celeste.

Na primeira foram apenas seis jogos, até ser emprestado ao Vitória. Após passar por Criciúma, América novamente e Ponte Preta, o lateral voltou ao Cruzeiro, com quem tinha vínculo, em 2015.

Novamente com atuações apagadas, Gilson foi acionado em apenas mais seis jogos, até acertar com o Coelho pela terceira vez.

Judivan

Revelado nas categorias de base do Cruzeiro, o atacante Judivan logo ganhou destaque pelas boas atuações no time principal em 2015, e gerou grande expectativa da torcida celeste.

Entretanto, uma grave lesão no joelho esquerdo, no Mundial 2015 daquele ano, interrompeu a carreira do atacante por mais de dois anos e meio.

O longo período afastados dos gramados, em decorrência de novas lesões que surgiram após a primeira, inclusive no outro joelho, fez com que o jogador não conseguisse repetir no retorno, as mesmas atuações que apresentou antes de se contundir.

Após empréstimos ao América, CSA, Paraná e Tombense,  o atacante foi reintegrado ao elenco celeste no início da temporada.

Mesmo com a reformulação do elenco, que contava com vários jovens, Judivan teve atuações discretas, não conseguiu ganhar espaço durante a temporada, até que rescindiu com a Raposa em setembro.

O jogador deixou a Toca da Raposa II com 32 jogos disputados, três gols marcados e o título do Campeonato Brasileiro de 2014 no currículo.