De lanterna a 11º lugar, com 10 rodadas invicto, em que o técnico Felipe Conceição conseguiu um aproveitamento de 73,3%, superior, até mesmo ao do líder da Série B do Bragantino. O desempenho do América na fase central do campeonato fez com que os números, e não só eles, transformassem a preocupação com nova queda pela expectativa de voltar a brigar pelo retorno à Série A.

O que já foi uma probabilidade matemática de 0,2% hoje, de acordo com o site Probabilidades no Futebol (ligado ao Departamento de Matemática da UFMG) está em 7,1%. Ou, olhando pelo campo mais importante da tabela de classificação, são cinco pontos separando o Coelho do Coritiba, primeiro na zona de classificação.

A suada vitória sobre o Criciúma, terça-feira, no Independência, foi fundamental para confirmar a ascensão e mostrar que a luta americana pode ser bem mais interessante que a travada no início da competição.

Decisões
Depois da pausa de 10 dias proporcionada pelo calendário, o América terá pela frente uma sequência decisiva, com quatro times à sua frente na pontuação nas próximas cinco rodadas.

No dia 20, será a vez de encarar o Sport, hoje terceiro, no Recife. Em seguida, o Coelho recebe o Brasil-RS no Horto para pegar, como visitante, o quarto colocado Coritiba; joga em casa com o CRB-AL, sexto, e o líder Bragantino.

No jargão do futebol, todas partidas ‘de seis pontos’, já que, vencendo, o Coelho também impede a subida dos adversários, ficando em situação ainda mais favorável para conseguir o que chegou a ser visto como façanha.