Enquanto o Atlético mira o segundo desafio da temporada, domingo (26), contra o Tupynambás, o meia Cazares segue fora dos planos do técnico Rafael Dudamel. Nesta sexta (24), inclusive, o equatoriano foi liberado pelo clube para fazer um pequeno procedimento oftalmológico em BH.

Em negociação com o Al Ain, dos Emirados Árabes, o dono da camisa 10 do alvinegro só retornará à Cidade do Galo na segunda-feira (27), como informa a assessoria do clube.

Sem jogar a estreia no Mineiro por "não estar com a cabeça no Atlético", como descreveu Dudamel em entrevista, Cazares já é dado nos bastidores como carta fora do baralho.

Contudo, apesar do risco iminente de perder o meia, homenageado nesta quinta (23) por ter alcançado a marca de 200 jogos realizados, o Atlético ainda mantém a esperança de que ele fique. Recusar a proposta de US$ 2,8 milhões (cerca de R$ 11,6 milhões), inclusive, foi o primeiro passo.

Conforme apurou o HD, Cazares só deixaria o Atlético caso o time interessado desembolsasse R$ 2 milhões a mais. Montando estratégia para bater o martelo, os árabes contam com o desejo do meia para triunfar. Segundo o UOL, um "plano B" do Al-Ain seria oferecer o valor de sua proposta inicial, em forma de luvas ao atleta, para acertar o negócio a partir de julho, quando ele já pode assinar pré-contrato com outro clube.