Tem estreia atleticana neste sábado, às 19h, no Independência, diante de mais uma pedreira: o Flamengo, pela quinta rodada do Brasileiro. E joga nas 11.
Não se trata de reforço à disposição do técnico Rodrigo Santana, mas do novo uniforme, produzido pela francesa Le Coq Sportif, cujo símbolo, não por coincidência, é um galo.

É com ele que o alvinegro espera voltar a vencer e retomar a boa fase na competição, interrompida com a derrota do fim de semana passado diante do Palmeiras, no Mineirão. Resultado que trouxe preocupação ao torcedor depois do começo promissor.

Por outro lado, o 0 a 0 do meio de semana diante do Santos pelas oitavas da Copa do Brasil trouxe algum alento. Especialmente na segunda etapa a equipe mostrou boa movimentação ofensiva, embora barrada pela forte marcação do Peixe.

Situação que certamente se repetirá diante do rubro-negro, considerando que Abel Braga, apesar da qualidade de seu grupo, tem optado por uma postura mais cautelosa. Assim, superou o Corinthians por 1 a 0 no Itaquerão, também pela Copa do Brasil.

Para o Galo, o desafio é dar fim à sequência de 180 minutos sem balançar as redes – o atacante Ricardo Oliveira não marca há quatro jogos. Tarefa que pode ser favorecida com a confirmação de Cazares como titular, em lugar de Geuvânio, que será poupado. O equatoriano, que entrou na segunda etapa da partida com o Santos, recuperado de problemas físicos, ainda não está em seu melhor ritmo, mas pode ser decisivo para abrir espaços na marcação do campeão carioca, além de servir como opção para as bolas paradas.

Outro que não joga é Fábio Santos, que saiu de campo quarta-feira reclamando de dor na coxa esquerda. Os exames de imagem não constataram lesão grave, mas a comissão técnica optou por preservá-lo, provavelmente pensando no confronto de terça-feira com o Unión La Calera, no Chile, pela Copa Sul-Americana. Patric volta a ser improvisado na lateral-esquerda. Já Luan participou normalmente da atividade de sexta-feira em Vespasiano, recuperado da torção no tornozelo direito.

“Todo clube que quer ser campeão não pode passar de duas rodadas sem somar pontos. Não podemos marcar bobeira contra essas equipes que possuem atletas tão decisivos. A concentração precisa estar bastante alta e temos que procurar anular esses jogadores. Se a gente der muito espaço, eles têm qualidade para deixar alguém na cara do gol ou fazer o gol. Então, temos que usar o mando de campo, próximo da nossa torcida, e voltar a somar pontos no Brasileiro para continuar brigando lá em cima na tabela”, destacou o comandante alvinegro.

Reencontros
A partida marca o reencontro com jogadores sinônimos de recordações ruins com outra camisa: a celeste. Éverton Ribeiro e o uruguaio De Arrascaeta estão confirmados no time titular por Abel Braga, que repete a formação do meio de semana. O único desfalque é Diego, que cumpre suspensão.

ATLÉTICO x FLAMENGO

Campeonato Brasileiro: quinta rodada

ATLÉTICO

Victor; Guga, Réver, Igor Rabello e Patric; Zé Welison (Adílson), Elias, Cazares e Luan (Vinícius); Chará e Ricardo Oliveira.
Técnico: Rodrigo Santana

FLAMENGO

Diego Alves, Pará, Léo Duarte, Rodrigo Caio e Renê; Cuéllar, Arão, Everton Ribeiro, Arrascaeta, Bruno Henrique e Gabigol
Técnico: Abel Braga

ESTÁDIO: Independência

HORÁRIO: 19h

ARBITRAGEM: Paulo Roberto Alves Junior, auxiliado por Ivan Carlos Bohn e Victor Hugo Imazu dos Santos, todos do paraná. VAR: Adriano Milczvski