Pousos e decolagens são mais que comuns no Aeroporto Internacional de Belo Horizonte (Confins). Neste fim de semana, no entanto, também vão levantar poeira e marcar a disputa para receber a bandeirada na frente.

Não se trata de corrida aérea, mas da terceira etapa do Mineiro de Motocross, que ganha uma pista de 1.350m especialmente montada às margens da rodovia LMG-800, na área ao lado do terreno destinado ao Aeroporto Indústria. Com arquibancadas e toda a comodidade para acompanhar alguns dos melhores pilotos do país nas 15 categorias da competição (algumas aceleram agrupadas). A expectativa é de mais de 150 inscritos para o desafio inédito.

E a promessa é de pegas emocionantes e muita perícia sobre duas rodas desde as disputas para os pequenos, com as 50cc, 65cc e MXJr – destaque para Bernardo Tibúrcio (KTM), atual campeão nas 65cc e líder da temporada.

E como alguns dos melhores pilotos do país defendem equipes mineiras, também vão estar na briga pelas vitórias e pelo título ao fim da temporada – a últim a etapa, aliás, será novamente em Confins.

Caso do paulista Fredy Spagnol, que defende a Kawasaki Pro Tork O2BH, comandada pelo multicam-peão Jorginho Balbi, e que vem de vitória na etapa de Morrinhos (GO) do Campeonato Brasileiro na categoria MX2 (motos quatro tempos até 250cc). No mesmo time está o gaúcho Pedro Magero. Outro ‘forasteiro’ disposto a dar trabalho aos pilotos mineiros é o paulista Augustinho Algarve (RWS Kawasaki O2BH).


Programação
A programação terá início às 8h de sábado (25), com os treinos livres, seguidos pelas tomadas de tempo que definem as posições de largada e as primeiras corridas. No domingo, a programação se repete, com a largada das baterias a partir das 13h20, e duas apresentações da banda mineira TiaNastácia.

Os ingressos, com preço único de R$ 22, estão à venda no https://web.lets.events/e/bhairportmotocross/?lang=pt-BR (entrada franca para menores de 12 anos). O acesso à pista será feito por meio de um transfer saindo do estacionamento E2 do Aeroporto (tarifa única de R$ 12 por dia).

Leia mais sobre automobilismo e motociclismo no site Racemotor (https://www.racemotor.com.br)

RÁPIDAS

BRASILEIRO DE ENDURO FIM EM CAMPOS DO

JORDÃO É DESAFIO PARA PILOTOS DO ESTADO

Após visitar Santa Catarina e Rio Grande do Sul, Campos do Jordão, na serra paulista, é o palco da terceira etapa do Brasileiro de Enduro FIM (velocidade), com expectativa de bons resultados para os pilotos e equipes mineiros. Na categoria Enduro 1, a liderança é de Júlio Ferreira (Edgers), de Caetanópolis, seguido por Rômulo Bottrel (O2BH), campeão em 2018 na Enduro 3. A Enduro2 tem como líder do francês Romain Dumontier, da equipe O2BH Yamaha, à frente de Gabriel Soares, o Tomate, mais um representante mineiro (compete pela equipe oficial da Honda, chefiada por Felipe Zanol). Frederico Garcia, de Monlevade, comanda a classificação na Over 45, enquanto Fernando Pereira, de Belo Vale, lidera na E4 230cc, para motos nacionais.

MINEIROS ENCARAM A SEGUNDA ETAPA

DA MITSUBISHI CUP EM RIBEIRÃO PRETO

Depois dos bons resultados na primeira etapa da competição, em Mogi Guaçu, as duplas mineiras voltam a acelerar na segunda etapa da Mitsubishi Cup, monomarca off-road disputado com os veículos da montadora japonesa. O desafio desta vez será em Ribeirão Preto, com estradas de terra atravessando canaviais. Andrei Iltis e Marcos Debien competem na categoria ASX e vêm de um terceiro lugar na prova de abertura da temporada. Já Marco Túlio Lana e Érick Rocha estão na L200 Triton Sport RS e também lutam por um lugar no pódio depois da quarta posição em Mogi, mesmo enfrentando problemas mecânicos em sua picape.

DÁRIO JÚLIO SUPERA PERCURSO EXIGENTE

E VENCE O ENDURO DOS IPÊS, EM LAVRAS

Não bastassem os trechos de pedras, as subidas fortes, areiões e as inúmeras cavas (valetas) no percurso, os pilotos de todo o país que encararam o Enduro dos Ipês, válido pela Copa Brasil de Regularidade, ainda tiveram de lidar com frio e chuva no primeiro dia de disputa, em torno de Lavras. No domingo o sol apareceu, mas a dificuldade também foi grande nas trilhas da Serra da Bocaina. E um piloto da casa acabou levando a melhor na Master, a principal categoria da competição. Dário Júlio (Honda) superou o paranaense Emerson Loth, o Bombadinho, e o também mineiro Álvaro Amarante. Nas duplas, melhor para os paulistas Fabiano Ely e Edgar Silva. Jessica Ribeiro Samia foi a vencedora na categoria Feminina.