O Zagueiro Dedé, um dos pilares defensivos do Cruzeiro nesta temporada, deve ter muito trabalho nesta quarta-feira (19), quando o time celeste enfrenta o Boca Juniors-ARG, no jogo de ida das quartas de final da Copa Libertadores da América.
 
No Caldeirão da Bomboneira, que promete receber um excelente público, o defensor sabe que a pressão sobre o Cruzeiro será forte. Entretanto, mesmo mostrando enorme respeito pelo adversário, entende que o time celeste pode sim arrancar um bom resultado fora de casa.
 
“Acho que até pelo fato de eles expressarem respeito com a gente, a gente também respeita muito a equipe do Boca. Mas temos total condições de fazer um grande resultado. Pelo fato dessa confiança de estar jogando fora, estar bem nesse momento. Tivemos um jogo com o Palmeiras, tivemos um bom resultado, e agora é continuar. Vamos manter isso aí. Espero que nosso time faça um bom jogo para ganhar do Boca”, disse Dedé.
 
Forte no retrospecto recente em mata-matas, principalmente em jogos longe de Belo Horizonte, o Cruzeiro venceu o Atlético-PR (2 a 1), Santos (1 a 0) e Palmeiras (1 a 0) pela Copa do Brasil, além do Flamengo (2 a 0) pela Libertadores. E o camisa 26 sabe que se a equipe estrelada atuar na quarta como fez recentemente com paranaenses, paulistas e cariocas, pode sim comemorar ao fim de 90 minutos na Argentina.
 
“A gente precisa jogar da mesma forma. Saber jogar um jogo de mata-mata, saber ter força para defender na hora de defender, inteligência para jogar porque aqui não é só jogo de técnica. Tem que ter muita pegada, vontade. Conhecemos o futebol argentino, o Boca tem um histórico muito grande na Libertadores e nosso time vai saber jogar essa partida”, comentou.
 
Dedé certamente será titular nesta quarta-feira na Bombonera. Apesar disso, Mano Menezes não divulgou o time que enfrentará o Boca Juniors. O desfalque certo é o meia-atacante Arrascaeta, contundido.