Eles subiram juntos ao Módulo I do Campeonato Mineiro, mas não conseguiram se firmar. E após a temporada deste ano, voltam a figurar no Módulo II do Estadual. A última rodada da primeira fase do torneio 2015 decretou o rebaixamento de Mamoré e Democrata, campeão do Módulo II em 2014 e vice, respectivamente.

Se antes de a bola rolar, eles estavam fora da zona da degola, quando os árbitros apitaram para os términos das partidas, o Democrata, de Governador Valadares, e o Mamoré, de Patos de Minas, conheceram o decreto da queda no torneio.

Além de Democrata e Mamoré; Tupi, Boa, URT e Guarani eram as equipes que duelavam pela vida na primeira divisão.
O então lanterna Guarani venceu o Mamoré fora de casa por 1 a 0 e de quebra concretizou o rebaixamento do adversário. O gol saiu aos 19 minutos do segundo tempo com Leandro Ferreira.

Com isso, o Patos de Minas perdeu um de seus times na elite do futebol mineiro. O outro, o U.R.T, que estava na penúltima posição, se salvou ao vencer o Tupi por 2 a 1, de virada, em partida realizada em Juiz de Fora. Osmar inaugurou o placar aos 27 minutos do primeiro tempo. A reação veio na etapa final e o Pato marcou duas vezes, aos 8 e aos 15, com os dois gols do atacante Ramon.

Os dois rebaixados somaram apenas oito pontos, cada um com apenas duas vitórias em 11 partidas. As campanhas foram bem parecidas e eles ainda empataram outras duas vezes e foram derrotados em sete oportunidades, cada.

O Democrata conheceu o rebaixamento na capital mineira. O time de Valadares perdeu para o América, por 2 a 1, que ainda tentava se classificar as semifinais. O Coelho só não conseguiu, pois o Tombense venceu o Cruzeiro, também por 2 a 1 e ficou com a vaga nos critérios de desempate. Rubens marcou para os alviverdes, Ricardo Duarte fez o segundo contra e Amilton, descontou.

Já o Boa, que estava ameaçado, venceu o Atlético por 2 a 0, com gols de Gilson e Chapinha e terminou em sétimo.