A possível presença do meia Cazares na pequena Buritizeiro, cidade próxima a Pirapora, no Norte de Minas, fez com que a Polícia Militar e a Vigilância Sanitária fossem na noite da última terça-feira (2) até a porta da Pousada Sertão Veredas, verificar a denúncia recebida. De acordo com Fernanda França, coordenadora da Vigilância, ela recebeu o telefonema no início da noite e imediatamente solicitou auxílio da PM para ir até o local.

A intenção era conversar com o jogador atleticano e ter mais notícias sobre o diagnóstico da Covid-19. Contudo, ao chegar à Pousada, o nome de Cazares não constava na lista de hóspedes. Sem mandado para fazer busca, o órgão sanitário não teve como concluir a missão.

O Hoje em Dia conversou com um funcionário do estabelecimento nesta quarta-feira (3) e o mesmo confirmou o ocorrido na última terça-feira, mas classificou como "fake news" a informação da presença do atleta como hóspede. "Ele veio aqui uma vez apenas, quando visitou o filho em Pirapora. Depois, nunca mais", disse. 

Sem casos identificados do novo coronavírus e sem respiradores ou UTI para receber possíveis contaminados, a cidade entrou em alerta com a suposta presença do camisa 10 atleticano; o filho mais mais velho do jogador, inclusive, mora com a mãe na cidade ao lado (Pirapora).

"Entramos em contato com o município de Lagoa Santa para saber como está a situação do Cazares. Queremos mais detalhes do período de quarentena. Caso ele esteja em Buritizeiro, teremos que realizar testes com ele", conta Fernanda, que não sabia que o equatoriano havia sido testado positivo no último sábado (30), na Cidade do Galo.

Assustada com a possibilidade, a coordenadora da Vigilância Sanitária acredita que a presença de qualquer pessoa com Covid-19 no local coloca em risco a saúde de funcionárioos, hóspedes e também de outros moradores. O mesmo é motivo de preocupação para Girlene da Silva, Secretária de Saúde de Buritizeiros, que também confirmou os fatos à reportagem.

O Hoje em Dia entrou em contato com Cazares, por meio de mensagem de Whatsapp, mas até o momento não recebeu um posicionamento. Caso responda, o jogador terá sua versão acrescentada à matéria.

O Atlético, por sua vez, não consegue afirmar o paradeiro do camisa 10. O clube, por meio do departamento médico, apenas o orientou a ficar em casa (num condomínio de Lagoa Santa) durante esta nova quaretena. O atleta está afastado das atividades desde o diagnóstico, no último sábado.