O Kartódromo Delci Damian, em Cascavel (PR) já vive a segunda fase do 54º Brasileiro de Kart. Pilotos, equipes e comissários mal tiveram tempo para descansar e começou a luta pelos 10 títulos restantes.

Na primeira parte da competição teve piloto mineiro no alto do pódio. Lucas Staico confirmou o favoritismo na categoria Júnior e se tornou o mais novo integrante de uma galeria restrita, repetindo o feito de nomes como Bruno Junqueira, Clemente Faria Júnior e Flávio Tito.

Hoje serão disputados os treinos qualificatórios e a primeir a corrida classificatória das categorias Codasur Júnior, Graduado, OK Internacional, KZ, Sênior A, Sênior B, Super Sênior, Super Sênior Master e F4 Super Sênior/ Super Sênior Master. A programação segue até sábado, quando as finais apontarão os melhores do país no ano. Staico está novamente em ação, agora na categoria Codasur Júnior (com os motores Iame X30), da qual é o atual campeão sul-americano.

Na semana passada, o piloto de Belo Horizonte foi soberano, desde a tomada de tempos, vencendo uma das corridas classificatórias, a pré-final (que definiu o grid da prova decisiva) e, nas 25 voltas que valeram o título, abrindo mais de 14 segundos do segundo colocado, o paulista Gabriel Gomez, uma enormidade em se tratando do kart.

“Estamos trabalhando durante meses na pista para poder ter o melhor rendimento possível. Estou muito feliz em conquistar o título brasileiro e espero que seja o primeiro de muitos”, disse o piloto de 14 anos. Também na Júnior, Pedro Pinho ficou com a sétima posição.

Pódio mineiro também na Cadete, com a terceira posição de Lucas Moura, campeão estadual da categoria para a meninada de 8 a 11 anos.
Nesta segunda fase, além de Staico e Pinho , outros seis representantes mineiros estão em ação entre os cerca de 260 pilotos.

Na Graduados, João Matos e Ayrton Gil têm boas chances de terminar no pódio. Mesmo caso na OK Internacional, com Lucas Nogueira. Luiz Pinheiro acelera na Super Sênior Master e também na F-4 Super Sênior Master (para motores 400cc estacionários), que ainda conta com Luciano Lavalle.

Leia mais sobre automobilismo e motociclismo no site Racemotor (https://www.racemotor.com.br)

 

RÁPIDAS

PENÚLTIMA DO BRASILEIRO DE ENDURO FIM
MOVIMENTA AS TRILHAS DE PARAOPEBA

Paraopeba recebe, a partir de sexta-feira, os melhores pilotos de enduro de velocidade do país, além de feras da França e Argentina, para a penúltima etapa do Brasileiro de Enduro FIM. A estrutura de apoio das equipes será montada no Parque de Exposições que, amanhã, será palco de um desafio inédito na competição: uma super prime (tomada de tempo em circuito fechado) reunindo os inscritos na categoria Enduro GP, que valerá bônus em tempo na etapa de sábado. Nos dois dias de trilhas, serão três voltas por um percurso de 44 quilômetros, com três trechos cronometrados (de 3,5; 7 e 4,5km de extensão, respectivamente). Se o favoritismo é do capixaba Bruno Crivilin (Honda Racing), quem promete fazer bonito é o mineiro Júlio Ferreira (Edgers), que corre em casa. O público terá acesso gratuito e ainda contará com bares e restaurantes.

DEPOIS DE CURVELO, TURISMO NACIONAL
AGITA O AUTÓDROMO DE GOIÂNIA

Passada a rodada de Curvelo, que reuniu mais de 50 carros divididos em dois grids, o Turismo Nacional 1.600cc volta à ativa neste fim de semana em Goiânia, novamente com forte participação mineira, na quarta etapa da temporada. Gustavo Mascarenhas (Uno) é o vice-líder da Classe 1 Super, apenas cinco pontos atrás dos catarinenses Gustavo Magnabosco/Juninho Berlanda. Outro destaque na categoria é Wilton Pena (Gol), que venceu a primeira corrida da rodada quádrupla no Circuito dos Cristais. Thiago Tambasco (Onix) lidera a classe 2A. Os treinos qualificatórios serão disputados amanhã, com as quatro corridas de cada classe no sábado.

INSCRIÇÕES ABERTAS PARA A QUARTA ETAPA
DO GP GERAIS DE MOTOVELOCIDADE

Estão abertas até quarta-feira (31) as inscrições para a quarta etapa do GP Gerais, válido como Mineiro de Motovelocidade, em 4 de agosto, no Circuito dos Cristais (Curvelo). Os valores são de R$ 400 (categorias 300cc Sport e SuperSport); R$ 500 (Naked); R$ 600 (600cc Supersport e Light) e R$ 750,00 (Superbike Light, Evo, Pro e Master). A participação nos treinos extras de sexta custa R$ 250 para os inscritos na competição. É possível ainda participar da Touring (trackday), destinada a quem quer apenas acelerar com toda a estrutura e segurança e ganhar maior intimidade com o equipamento, por R$ 300 (apenas sexta-feira); R$ 370 (sábado ou domingo) ou R$ 690 (sábado e domingo). As vagas são limitadas.