Está registado nas notas taquigráficas da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG): o deputado estadual Léo Portela (PL), na 118ª Reunião Ordinária da Casa Legislativa pediu que o presidente do Cruzeiro, Wagner Pires de Sá, seja interditado. 

Em seu pronunciamento no Plenário da ALMG na tarde desta quinta-feira, o deputado chamou a atenção pela situação complicada que vive o clube celeste e ainda disse que o presidente da Raposa corre risco de morrer por ameaças que acontecem na internet. 

"Tenho que chegar a conclusão que o senhor Wagner Pires está senil, ou ele é psicopata. Ele é contumaz nas loucuras que pratica, nos atos criminosos que pratica à frente do Cruzeiro, a diretoria que destruiu uma instituição, que trouxe vergonha a uma instituição de quase 100 anos e que é patrimônio dos mineiros. E esse senhor passa a correr risco de morte se continuar no cargo, porque nós temos recebido pela internet várias mensagens no sentido de ameaçá-lo. Se não descer, se não apiar, se não largar o cargo será certamente intimidado nas ruas", disse Léo Portela.

Léo Portela

Segundo apurou o Hoje em Dia, um dos filhos de Wagner Pires de Sá teme pela segurança de sua família, já que ninguém tem escolta como o presidente cruzeirense tem à disposição. A informação que chega é que além da segurança do Cruzeiro, seguranças contratados também acompanham o presidente no dia a dia.

"Esse homem não pode continuar à frente de uma instituição que é patrimônio dos mineiros, Wagner Pires está fora de si, precisa ser interditado. Sugiro que a família dele tome alguma atitude para interditar esse homem, que jogou o nome do Cruzeiro na lama, que está continuando a praticar seus atos criminosos à frente daquela direitoria. Eu conclamo os mineiros e cruzeirenses para se mobilizar, para que esse criminoso deixa a presidência do Cruzeiro", se exaltou o deputado do Partido Liberal. 

Léo Portela ainda criticou o atual presidente do Cruzeiro, que deu declarações recentes dizendo que os 9 milhões de torcedores do clube o apoiam e que as críticas são feitas por "robôs de internet". 

A nossa reportagem aguarda a resposta do Cruzeiro.

 

;