O primeiro caneco do técnico Jorge Sampaoli pelo Atlético e também em solo brasileiro chegou neste domingo (30), após o alvinegro despachar o Tombense na decisão do Campeonato Mineiro, e traz consigo um ingrediente especial.

Além de quebrar um jejum do Galo que já durava desde 2017, ano em que havia dado a última volta olímpica na competição estadual, o 45º título da história dos atleticanos tem coincidência com do Cruzeiro, em 2004.

Desde a citada edição, um clube não erguia o troféu do Mineiro iniciando a campanha com um treinador e encerrando com outro. Naquela ocasição, a Raposa começou o caminho rumo ao título sob comando de Vanderlei Luxemburgo e acabou com PC Gusmão.

Leia mais:
É CAMpeão!: Atlético volta a vencer o Tombense e conquista o 45º título do Campeonato Mineiro
De Dudamel a Sampaoli: Atlético teve 39 jogadores em campo durante caminhada rumo ao título Mineiro
 

O Galo, por sua vez, iniciou a caminhada na atual temporada tendo o venezuelano Rafael Dudamel como responsável por ser o 'dono da prancheta'. Demitido, ele foi substituído pelo interino Jaime Freitas, na vitória por 2 a 1 sobre o Cruzeiro. Contratado ainda em março, Sampaoli chegou e foi o responsável pelas últimas sete partidas.