A desistência do meia-atacante Yeison Guzmán, do Envigado-COL, de se transferir para o Cruzeiro, mesmo após o anúncio oficial das partes, gerou a revolta de parte da torcida celeste.

Várias manifestações nas redes sociais condenam a postura do jogador. A insatisfação dos cruzeirenses vem se concentrando nos comentários do posicionamento do clube estrelado, publicado na noite da última terça-feira (21). (Confira abaixo)

Apesar de críticas à diretoria estrelada, a maioria dos que se manifestaram condenaram a atitude do jogador, destacando a última frase do comunicado enviado pela assessoria de comunicação dos azuis: “Ninguém é maior do que o Cruzeiro”.

A reação com o desacerto é proporcional ao entusiasmo gerado após o anúncio da contratação de Guzmán, que gerou grande engajamento nas plataformas digitais do clube celeste.

O caso

Na última quinta, o Cruzeiro anunciou a contratação de Yeison Guzmán. O jogador de 23 anos teria 80% dos direitos econômicos adquiridos por cerca de R$6,5 milhões, com a ajuda de um dos patrocinadores. 

Após a divulgação do acerto, o clube estrelado fez várias ações nas redes para saudar o então novo reforço.

Guzmán até apareceu em um vídeo com uma camisa azul, do mesmo fornecedor de material esportivo da Raposa, se dirigindo ao torcedor e comemorando o acerto.

Entretanto, antes mesmo de vir ao Brasil, o colombiano desistiu do negócio e optou em permanecer no clube colombiano. 

Justiça

Ao se manifestar sobre o caso, o Cruzeiro afirma que o meia-atacante foi influenciado por terceiros, descumprindo unilateralmente o que foi acordado por escrito entre as partes.

No comunicado, a Raposa, sem dar detalhes, afirma que a transação envolvendo Guzmán está sob os cuidados do departamento jurídico.

Importante ressaltar, que mesmo se o que tiver sido selado ter sido apenas um pré-contrato, a Justiça prevê que há a possibilidade de uma reparação à parte lesada no rompimento unilateral do termo.