Abrir mão dos titulares neste sábado (24) custou caro ao Atlético. Focado no segundo jogo das quartas de final da Copa Sul-Americana, contra o La Equidad, o técnico Rodrigo Santana preservou as principais peças do time para o duelo contra o Bahia e, com o gol do artilheiro Gilberto, sofrido ainda no primeiro tempo, viu a invecibilidade no Horto em 2019 ir para o espaço.

Numa partida em que apenas dois titulares encararam o tricolor baiano, o goleiro Cleiton e o zagueiro Igor Rabello, o time mineiro tentou, tentou, mas não conseguiu ser competente na hora das finalizações. Num jogo movimentado, mas sem fortes emoções, o que se viu no Independência foi uma Arena lotada (mais de 22 mil pessoas), perdendo a paciência com a seca de gols e com a equipe pouco criativa.

Antes de a bola rolar, o Atlético acumulava 23 jogos em 2019 no Horto e ainda não havia sentido o gostinho da derrota. Santana, que assumiu a equipe em abril, somava 13 partidas. Além disso, o jogo da 16ª rodada significou para o Bahia o primeiro triunfo como visitante nesta edição do Campeonato Brasileiro.

O próximo desafio dos mineiros será na Colômbia. Na terça (27), será a vez de tentar desbancar o La Equidad, em Bogotá. Vitorioso no jogo de ida, quando venceu por 2 a 1, o alvinegro precisa de um empate para avançar às semifinais do torneio internacional.

 

FICHA TÉCNICA
Atlético x Bahia

Árbitro: Rodolpho Toski Marques (FIFA-PR)
Auxiliares: Bruno Boschilia e Victor Hugo Imazu dos Santos (ambos do PR)
VAR: José Claudio Rocha Filho, de São Paulo, com auxílio de Douglas Marques das Flores e Luciano Roggenbaum, de São Paulo e Paraná.

Cartões amarelo: Flávio e Artur (Bahia)
Gol: Gilberto, aos 19 minutos do primeiro tempo para o Bahia.

Atlético: Cleiton; Guga, Léo Silva, Igor Rabello e Lucas Hernández; Zé Welison; Nathan, Luan (David Terans), Otero (Maicon Bolt) e Geuvânio; Alerrandro (Di Santo). Técnico: Rodrigo Santana.

Bahia: Douglas; Nino Paraíba, Lucas Fonseca, Juninho e Giovanni; Gregore, Flávio e Ronaldo (Guerra); Artur, Lucca (Élber) e Gilberto (Fernandão). Técnico: Roger Machado.