Após rotular como “um escândalo” a anulação dos dois gols do Boca Juniors sobre o Atlético, sendo um em La Bombonera e outro no Mineirão – apesar de ambos os tentos terem sido bem anulados, já que havia infração nos lances em questão –, o diário esportivo "Olé", da Argentina, estampou em algumas matérias recentes que o Galo foi beneficiado pela arbitragem na goleada por 3 a 0 sobre o Bahia, pelo Brasileirão, nesse domingo (25).

Em uma das publicações, o "Olé" coloca no título "Outra polêmica no (Atlético) Mineiro”, a respeito do pênalti sofrido por Hulk, que resultou no segundo gol do Galo em cima do tricolor. Segundo a matéria, a penalidade é “muito duvidosa”.

No entanto, a imagem da TV mostra que o atacante é tocado pelo goleiro e, com isso, derrubado na área. O juiz, assim como o VAR, estava atento ao lance.

O "Olé" também voltou a citar os gols do Boca Juniors que foram anulados. 

O Atlético enfrenta o River Plate nas quartas de final da Copa Libertadores, e a imprensa argentina vem batendo na tecla para os Millonarios ficarem atentos à arbitragem.

O Galo, por sua vez, espera que a Conmebol escale uma arbitragem imparcial, como se deu anteriormente, e puna o Boca Juniors pelos atos de vandalismo de autoria dos xeneizes no Mineirão.

Atlético