Contratado no fim do ano passado, o meia Diego Souza só fez duas partidas pelo Cruzeiro até aqui. Como seu ex-clube demorou a enviar a documentação dele para o Brasil, o jogador só consegui estrear no terceiro jogo celeste no Campeonato Mineiro. Depois, ficou 15 dias apenas treinando até voltar a campo, sábado (2) passado, contra o Tombense.

Ele sabe que, nessas duas chances, não rendeu o esperado. Mas promete melhorar quando tiver uma sequência. "Questão de falta de ritmo, de estar mais dentro de jogos com meus companheiros. Joguei dois jogos, pegamos dois times muito fechados, foram muitas bolas levantadas na área e poucas bolas na entrada da área, e isso fez que com que eu ficasse mais dentro da área", explicou Diego Souza.

O jogador não vê a hora de enfrentar equipes que jogam mais abertas para mostrar todo o seu talento. "Fiquei muito tempo sem jogar, tem que ter ritmo de jogo para aparecer no lugar certo, fazer as jogadas certas. Contra esse tipo de adversário (que joga fechado), tem poucos espaços, estou demorando um pouco para achar esse espaço para fazer as jogadas", disse.

A situação não deve mudar nos próximos jogos. No próximo domingo o Cruzeiro joga contra o Araxá, em Uberaba. No fim de semana seguinte, mais uma vez atua fora de casa, contra o Boa, em Varginha.