Um dos personagens mais marcantes da história do Atlético neste século é Diego Tardelli. Ainda com futuro indefinido, pois seu contrato vai apenas até o final do mês, ele carrega outra expectativa para marcar essa terceira e, provavelmente, última passagem pela Cidade do Galo: ser personagem na conquista de um título mineiro, assim como nas duas vezes anteriores.

Neste sábado (22), Atlético e América jogam às 16h30, no Mineirão, e os alvinegros precisam apenas do empate para levarem a taça no jogo de volta da final.

tardelliEm 2010, Diego Tardelli conquistou seu primeiro título de campeão mineiro pelo Atlético. Neste sábado, ele pode ser tetra e espera sensação diferente do tri, ano passado, quando estava machucado e jogou apenas 21 minutos na competição

Fora da partida da última quarta-feira, quando o Atlético assegurou a primeira posição do Grupo H e a melhor campanha geral da Copa Libertadores, com a vitória por 1 a 0 sobre o Cerro Porteño, do Paraguai, em Assunção, por causa de uma dor lombar, Tardelli ainda tem de superar essa barreira para ser opção de Cuca neste sábado.

Bastante escalado pelo treinador alvinegro, se for liberado pelos médicos, o atacante tem chances de participar da partida decisiva do Estadual, apesar do stress provocado no professor na última quarta-feira, mesmo que indiretamente.

Na entrevista coletiva, Cuca foi perguntado sobre o futuro do jogador e não gostou.

“Meu Deus, acabou o jogo agora com o Cerro. O Tardelli não jogou porque está machucado. E a pergunta que vem é sobre o Tardelli. Inacreditável! Cada um gasta a pergunta do jeito que quer. Temos que esperar o tempo. Isso é uma questão para a diretoria resolver”, afirmou o comandante alvinegro.

Trajetória

Na primeira passagem pelo Galo, entre 2009 e 2011, Tardelli foi campeão mineiro em 201o e protagonista na decisão contra o Ipatinga.

Em 2013, quando retornou ao clube, venceu a final do Estadual marcando gol nos 3 a 0 da ida sobre o Cruzeiro, no Independência.

No ano passado, ele participou apenas de um jogo no Campeonato Mineiro, jogando 21 minutos nos 2 a 1 sobre o Cruzeiro.

Em 2021, Tardelli começou como titular do time alternativo escalado pelo Galo, marcou dois gols e agora pode chegar ao tetra do Estadual, mas carregando a expectativa de que seja um tri no que se refere ao seu papel na final, já que no ano passado ele ficou de fora por uma lesão.