Dirigentes vão se reunir para acabar com torcida única em clássicos paulistas

Estadão Conteúdo
27/06/2016 às 10:24.
Atualizado em 16/11/2021 às 04:04
 (Reprodução/TV)

(Reprodução/TV)

Os presidentes de São Paulo, Santos, Corinthians e Palmeiras vão se reunir nesta segunda-feira (27) para tentar acabar com a torcida única nos clássicos no Estado. Segundo o presidente do São Paulo, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, os dirigentes buscarão alternativas para apresentar à Polícia Militar e ao Ministério Público. "Vamos conversar para resolver algumas coisas no futebol. Nós não queremos torcida única", disse Leco.

Neste domingo (26), as delegações de São Paulo e Santos chegaram ao Pacaembu no mesmo ônibus. Nas tribunas do Pacaembu, Leco e Modesto Roma Junior, presidente do Santos, assistiram ao jogo juntos.

"Gostaríamos de ter as duas torcidas, juntas e misturadas. Há motivos para não ter, temos que entender isso também, mas temos que dar um passo para união, para amizade, entender que o futebol é um momento de lazer e não de guerra. Estamos fazendo a nossa parte, o São Paulo também", disse.

No início de abril, após clássico entre Palmeiras e Corinthians, o Ministério Público pediu à Federação Paulista de Futebol para que todos os clássicos do Estado até o final de 2016 fossem disputados com torcida única, do time mandante, na sequência dos violentos conflitos entre torcedores que deixaram uma pessoa morta.
http://www.estadao.com.br

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por