A tragédia no Ninho do Urubu, centro de treinamento do Flamengo, no Rio de Janeiro, na madrugada desta sexta-feira (8), deixou 10 mortos e três feridos. Dentre os atletas que faleceram havia dois mineiros, Jorge Eduardo Pereira do Santos, de 15 anos, e Pablo Henrique da Silva Matos, de 14 anos.

Natural de Oliveira, cidade do Centro-Oeste mineiro, Pablo jogava como zagueiro e era primo de Werley, também jogador do setor defensivo e que atualmente joga no Vasco. Mas que foi revelado pelo Atlético em meados dos anos 2000.

Pablo atuava no sub-15 do Flamengo desde 2018. Antes de atuar pelo Rubro-Negro, passou pelo Atlético quando tinha 12 anos, mas ficou pouco tempo por problemas musculares. O atleta havia passado pela Inter Academy, um programa oficial da Internazionale de Milão, que aconteceu no ano passado em Divinópolis, cidade do interior de Minas Gerais.

O outro garoto que faleceu, Jorge Eduardo, era natural de Além Paraíba, na Zona da Mata mineira, cidade muito próxima ao estado do Rio de Janeiro.  O garoto havia chegado ao clube carioca em 2016, com 12 anos.

Jorge, que começou a jogar futebol com sete ano, no Democrata de Além Paraíba, era o capitão da equipe sub-15 do Flamengo no ano passado, e iniciaria na categoria sub-16 nesta temporada.

O jogador havia sido campeão carioca sub-15 no ano passado.

Solidariedade

Os clubes mineiros prestaram condolências e solidariedade ao Flamengo. O Cruzeiro mudou o avatar de suas redes sociais e colocou uma imagem do escudo da equipe carioca com a hashtag #ForçaFlamengo.

A equipe celeste também publicou nota oficial em seu site oficial, assinada pelo presidente Wagner Pires de Sá, lamentando o ocorrido no CT flamenguista.

“Infelizmente, fomos todos surpreendidos na manhã desta sexta-feira com a notícia sobre uma tragédia ocorrida no centro de treinamentos do Clube de Regatas do Flamengo, que deixou vítimas fatais e feridos. Consternado, o Cruzeiro Esporte Clube expressa sua solidariedade e sentimentos pelo ocorrido. Estamos todos em oração pelas vítimas e suas famílias”, dizia a nota.

 

O Atlético, que nutre uma rivalidade interestadual com o Flamengo, também prestou condolências às famílias das vítimas do incêndio no CT rubro-negro. E lamentou o ocorrido com os jovens atletas e membros da comissão técnica do clube.

“#ForçaFlamengo. O Atlético lamenta profundamente o incêndio ocorrido na manhã desta sexta, no CT do @Flamengo. Manifestamos nosso pesar e a nossa solidariedade ao clube, atletas, familiares e amigos”, postou em seu Twitter oficial.

 

 

O América também mudou a foto de seu avatar nas redes sociais e postou mensagem de solidariedade ao Flamengo no Twitter.

“Estamos com vocês neste momento difícil. Que as famílias de todas as vítimas tenham conforto”, publicou.

 

 

A Associação Mineira de Cronistas Esportivos também publicou mensagem de apoio e solidariedade pela fatalidade ocorrida no CT flamenguista.