Clássicos mineiros marcam a última rodada da fase de classificação da Superliga Masculina de Vôlei, que será disputada nesta quarta (9), a partir de 20h.

Enquanto Sada/Cruzeiro e Juiz de Fora Vôlei se enfrentam sem nenhuma pretensão, no ginásio da UFJF, na Zona da Mata, Montes Claros e Minas disputam pontos importantes para terminar com a melhor posição possível na classificação.

Já garantidos nas quartas de final, os dois times entram em quadra buscando os três pontos. Em quinto, com 32, o Pequi Atômico precisa de uma vitória para defender a posição.

O Minas ocupa a sétima colocação, com 29 pontos, mas ainda pode alcançar o 6ºlugar, desde que vença a partida, e o Bento Vôlei/Isabela, atual 6º colocado com 31 pontos, perca para o Voleisul/Paquetá Esportes por 3 a 0 ou 3 a 1.

"Terminar a fase de classificação em quinto seria um resultado muito expressivo pro nosso time. Nosso objetivo no início era conseguir uma vaga nos playoffs e, surpreendentemente, conseguimos isso com três rodadas de antecedência, tendo a possibilidade de terminar a fase regular em quinto lugar, o que nos deixa muito orgulhos e motivados para os playoffs”, avalia o líbero Guilherme Kachel, do Montes Claros.

Já para Nery Tambeiro, técnico do Minas, é hora de a equipe começar a crescer para chegar forte na fase de mata-mata. “Estamos em um campeonato muito duro e equilibrado, que poderá ter surpresas nos playoffs. Temos mais um jogo para tentar a vitória e o 6º lugar. Estamos focados nisso”, garante o treinador.

Amistoso de luxo

Enquanto Montes Claros e Minas fazem o importante duelo, Cruzeiro e Juiz de Fora apenas cumprirão tabela, já que os dois times estão com destinos traçados. Enquanto o time celeste já garantiu a liderança da primeira fase e, com isso, o direito de decidir os confrontos dos playoffs em casa, o Juiz de Fora terminará na lanterna da competição.

Por tudo isso, o técnico Marcelo Mendez deve poupar alguns jogadores neste confronto, que fecha o returno, e aproveitará a partida para dar ritmo de jogo a alguns jogadores, que podem ter papéis importantes no mata-mata, como o levantador Fernando Cachopa, o oposto Alan, e o ponteiro canadense Winters.