A dupla Hulk e Diego Tardelli, na Seleção Brasileira, bateu na trave. Os dois integraram a equipe na mesma época, mas nunca estiveram presentes juntos numa convocação, o que impediu a convivência ou até mesmo a parceira em campo, como pode acontecer neste domingo, quando o Atlético recebe o Uberlândia, às 20h30, no Mineirão, na partida que fecha a terceira rodada da fase classificatória do Módulo I do Campeonato Mineiro.

Tardelli estreou na Seleção Principal em 12 de agosto de 2009, num amistoso contra a Estônia, vencido pelo Brasil por 1 a 0, gol de Luís Fabiano. Ele participou de três das quatro partidas seguintes da equipe que era dirigida pelo técnico Dunga.

Hulk Tardelli Atlético

Hulk e Diego Tardelli frequentaram a Seleção na mesma época, por quase uma década, mas nunca jogaram juntos vestindo a camisa amarela, situação que vai acontecer agora no Atlético

A sequência do atual camisa 9 atleticano acabou em 14 de novembro de 2009, numa vitória por 1 a 0 sobre a Inglaterra, em amistoso disputado em Doha, justamente na partida que marcou a estreia de Hulk na Seleção Brasileira com ele substituindo Luís Fabiano na etapa final.

Diego Tardelli voltou à Seleção para a estreia de Mano Menezes, em 10 de agosto de 2010, num amistoso contra os Estados Unidos. Mas no início de 2011 deixou o Galo para jogar no Anzhi, da Rússia, e depois no Al-Gharafa Catar,e perdeu espaço.

Por outro lado, Hulk ganhou a confiança de Mano e espaço na Seleção, sendo inclusive um dos três jogadores acima de 23 anos nos Jogos Olímpicos de Londres, em 2010, quando o Brasil ficou com a medalha de prata. Os outros dois foram Thiago Silva (zagueiro) e Marcelo (lateral-esquerdo).

Copa do Mundo

A queda de Mano Menezes e a chegada de Luiz Felipe Scolari não abalou o prestígio de Hulk. Ele já tinha conquistado a titularidade da Seleção Brasileira e permaneceu nesta condição até o final da Copa do Mundo de 2014, disputada no Brasil.

A derrota de 3 a 0 para a Holanda, em 12 de julho de 2014, no Estádio Mané Garrincha, em Brasília, na disputa do terceiro lugar, foi sua 41ª partida com a camisa amarela.

Na partida seguinte, Dunga retornou à Seleção e convocou Diego Tardelli, que teve mais uma sequência na equipe, já como jogador do Shandong Luneng, da China, até a eliminação brasileira na Copa América de 2015, no Chile, diante do Paraguai, nas quartas de final.

Foi o 14º e último jogo de Tardelli com a camisa amarela, isso em 27 de junho de 2015. Na partida seguinte da Seleção, Hulk voltou a ser convocado por Dunga.
O atual camisa 7 atleticano teve mais uma sequência até a Copa América do Centenário, em 2016, nos Estados Unidos, quando o Brasil fracassou. A derrota de 1 a 0 para o Peru, em 12 de junho de 2016 foi a última das 48 partidas de Hulk pela Seleção.

Dupla

Entre 2009 e 2016, foram 14 os jogos de Diego Tardelli e 48 os de Hulk pela Seleção Brasileira, mas os dois nunca jogaram juntos. A chance de uma parceria começa neste domingo, com a camisa do Atlético, diante do Uberlândia, pelo Campeonato Mineiro.

E tudo o que a torcida atleticana espera é que eles possam mostrar juntos o grande futebol que fez ambos vestiram a camisa amarela num passado recente.