Nesta terça-feira (23), a E-Flix, empresa que gerenciava a marca do Cruzeiro em games e outras ações relacionadas ao universo gamer, anunciou em suas redes sociais o rompimento do contrato com o clube celeste.

“E-Flix e Cruzeiro seguirão rumos desassociados a partir de agora. As equipes de League of Legends, Freefire e FIFA desenvolvidas e gerenciadas pela E-Flix deixam de exibir a nomenclatura Cruzeiro eSports, de modo que E-Flix não responderá mais por qualquer iniciativa de esportes eletrônicos do clube”, disse a E-Flix. 

No início desta noite, a Raposa se manifestou por meio de uma nota oficial em seu site. E disse que vai tomar as medidas cabíveis com relação ao fim do acordo.

Confira a nota completa do Cruzeiro:

"O Cruzeiro Esporte Clube informa que foi surpreendido com a decisão abrupta por parte da E-Flix, que resolveu rescindir e comunicar de forma unilateral a parceria que existia entre as partes.

O Clube destaca que, antes da decisão, a E-Flix não manifestou qualquer tipo de insatisfação, e lamenta que a empresa - que ganhou projeção nacional junto à comunidade gamer e participações em campeonatos após se aliar à gigantesca marca Cruzeiro - tenha tomado tal atitude no momento de maior sucesso do projeto, em abandono a uma parceria sempre pautada pela boa-fé objetiva.

Dentro da parceria, que passou de um produto de licenciamento para modalidade esportiva de fato, foi feito recente aditivo com extensão do vínculo até 2025, movimentação esta que, somada à ativa participação e força da marca Cruzeiro, foi determinante para a entrada da E-Flix na Riot Games e no Campeonato Brasileiro de League of Legends (CBLoL).

O Cruzeiro informa que seu Departamento Jurídico vai analisar o caso e tomará as medidas que entender cabíveis, em defesa do Clube e do seu projeto de eSports.

Por fim, o Cruzeiro esclarece que, em respeito à comunidade gamer e sua imensa torcida, dará continuidade ao seu projeto de eSports, em formato que será divulgado posteriormente, em um momento oportuno."