O lateral-direito Edílson voltava a atuar com a camisa do Cruzeiro após mais de dois meses, já que esteve no departamento médico cuidando de uma lesão na panturrilha por lesão detectada após a sexta rodada do Campeonato Brasileiro. 

Entretanto, justamente no seu primeiro jogo, neste domingo (11), contra o Avaí, na Ressacada, na rodada 14 do Brasileirão, o jogador recebeu cartão vermelho menos de 35 minutos depois de pisar no gramado.

Expulso por reclamação, Edilson não poupou críticas ao árbitro Paulo Roberto Silva e disse que o dono do apito errou muito ao expulsá-lo de campo. 

"Acheio totalmente desnecessária (expulsão) por conta da arbitragem, fazia dois meses que eu não jogava, claro que falta um pouco de ritmo ainda, foi minha primeira semana em treino com bola. Acredito que o árbitro errou muito na minha expulsão, tenho muito respeito pelo Paulo (Roberto Silva, o árbitro), que eu conheço, acho que ele se confundiu um pouco ali. Acho que me deu aquele cartão tentando me intimidar, porque a única coisa que eu falei foi 'Paulo, cuida um pouco do Avaí e me esquece', não sei onde está o erro nisso daí. Se quiser pegar linguagem labial, que peguem, mas estou muito indignado com essa expulsão", indignou-se em entrevista à TV Globo.

E o lateral ainda disse mais: "Achei que ele errou demais e acabou me punindo e punindo minha equipe com a expulsão", disparou.

Antes de entrar em campo no jogo contra o Avaí, Edilson havia jogado pela última vez contra o Internacional, na quarta rodada do Brasileiro, no dia 12 de maio. O lateral até enfrentaria a Chapecoense na sexta rodada, mas foi cortado durante o aquecimento daquele jogo. 

Como recebeu o cartão vermelho, Edilson está fora do jogo com o Santos, no próximo domingo (18), às 16h, no Mineirão. Orejuela, que saiu reclamando de dor no joelho, também é dúvida. 

Súmula

Apesar da reclamação de Edilson, o árbitro Paulo Roberto Silva relatou em súmula detalhes que não foram citados pelo lateral.

"Expulsei por dupla advertência, o atleta referido (Edilson) por proferir as seguintes palavras: '' você tá de sacanagem, esquece de mim porra''. informo que após ser expulso, em ato continuo proferiu as seguintes palavras: '' vai toma no cú, você tá fudido ''. informo que diante da seguinte situação me senti ofendido na honra e na moral", escreveu o árbitro na súmula do jogo que já está disponível no site da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). 

Veja como o árbitro relatou em súmula a expulsão de Edilson

cruzeiro, sumula, paulo roberto silva, arbitro, arbitragem