A polícia de Turim prendeu nesta segunda-feira (15) cinco torcedores armados do Ajax, que viajaram para a cidade italiana a fim de assistir, nesta terça, ao jogo de volta das quartas de final da Liga dos Campeões da Europa entre Juventus e a equipe da Holanda.

Com uma mensagem no Twitter, o ministro do Interior italiano, Matteo Salvini, revelou as prisões em uma estrada próxima à cidade italiana. "Lutamos contra todo tipo de violência dentro e fora dos estádios. Estes delinquentes não devem voltar a entrar em um estádio de futebol", comentou.
 

Os policiais italianos interceptaram um ônibus vindo da Holanda, no qual os cinco torcedores carregavam bengalas e petardos. Eles foram presos imediatamente e serão proibidos de entrar em qualquer recinto esportivo na Itália.

Na semana passada, a polícia de Amsterdã prendeu 105 torcedores da Juventus antes do início do jogo entre Ajax e Juventus, na Holanda, pelo jogo de ida das quartas de final da Liga dos Campeões. A corporação informou que dois grupos de torcedores da equipe de Turim foram presos após revistas, nas quais acabaram sendo encontrados fogos de artifício, paus, sprays de pimenta, chaves de fenda e um martelo.

Um primeiro grupo, com cerca de 46 torcedores da Juventus, foi revistado em uma estação de metrô. O segundo grupo, de 61 pessoas, foi detido nas proximidades do estádio, a Johan Cruijff Arena, em Amsterdã.