De não relacionado a titular. Preterido até do banco de reservas pelo técnico Cuca em alguns jogos da temporada, o atacante Marrony vem recuperando espaço no elenco do Atlético.

Na goleada por 4 a 0 sobre o Deportivo La Guaira, da Venezuela, na última terça-feira (25), no Mineirão, no encerramento do Grupo H da Libertadores, o camisa 38 ganhou a chance de iniciar jogando pela segunda vez seguida na principal competição do continente. A boa atuação no Gigante da Pampulha foi coroada com um gol.

Diante do La Guaira, o atacante ganhou a vaga de Keno, ausente do duelo em razão de uma pequena lesão muscular na coxa esquerda.

Apesar da concorrência direta por uma vaga no onze inicial, Marrony faz questão de elogiar Keno, revelando, inclusive, uma mensagem de apoio do camisa 11 do Alvinegro.

“Keno é um espelho para todos nós. Savinho comenta comigo o tempo todo que o Keno é um excelente jogador, e eu vejo que ele é muito bom. Mas todos querem jogar e ter o seu momento. Acho que o Cuca vai saber escolher bem. Se ele estiver jogando, eu vou estar na torcida. Se eu estiver jogando, ele vai estar na torcida. Ele mesmo falou isso comigo antes desse jogo. Ele me desejou boa sorte e disse que era para eu arrebentar, pois era o meu momento”, disse o camisa 38, em entrevista coletiva na Cidade do Galo, nesta quinta-feira (27).

Contratado na temporada passa por cerca de R$20 milhões junto ao Vasco, o jogador de 22 anos soma 54 jogos e dez gols com a camisa alvinegra.

Hulk e Nacho

Outro assunto comentado por Marrony na conversa com os jornalistas, foi a relação com Hulk e Nacho Fernández, principais estrelada do plantel alvinegro.

“Poxa, Hulk e Nacho são um espelho para nós. O Hulk, muita gente pode achar que ele é todo "marrentão", por toda a caminhada que ele tem, que ele fez na vida, mas é gente boa demais. O Nacho não é de conversar tanto, mas todo mundo vê a personalidade que ele tem, a ajuda que ele tenta nos dar dentro de campo. Todo mundo sabe que ele movimenta bastante e é o 10 que a gente estava aguardando para nos ajudar bastante. Então, sem dúvida, este ano será um ano abençoado para a gente, e a gente vai conquistar mais coisa”, completou.

Por fim, Marrony comemorou a atuação diante do time venezuelano, e revelou um momento especial na vida pessoal.

“Estou muito feliz pelo gol e pela partida que o time fez. A gente vem evoluindo. Agora, mais essa benção que Deus colocou na minha vida, que é esse filho. Em todas as oportunidades eu tento dar o máximo. Naquele jogo (contra o La Guaira) eu recebi várias mensagens de familiares e amigos falando que seria a minha oportunidade do ano.  Quando você pisa no campo, você não pensa em mais nada além de ajudar o time. Todos estão vendo que eu estou correndo, me doando, dando carrinho, coisa que, ultimamente, eu não vinha fazendo. Mas faz parte do processo. No meu ponto de vista, eu consegui ajudar bastante a equipe”.

Com o camisa 38 cotado para iniciar jogando novamente, o Atlético se prepara para a estreia no Campeonato Brasileiro, contra o Fortaleza, neste domingo (30), às 11h, no Mineirão.