O futebol feminino viveu um dia histórico neste sábado (23). No encerramento do evento Voe Mulher, promovido durante toda a semana pelo Mineirão, as equipes de América e Atlético disputaram um amistoso no Gigante da Pampulha, com quase quatro mil pessoas no estádio.

Em campo, a maior qualidade, fruto do trabalho que é desenvolvido há mais tempo, fez a diferença e o América goleou o Atlético por 3 a 0. Os gols foram marcados por Aninha, Dilene e Tia.

A partida, a primeira das Coelhinhas na temporada, marcou a estreia da técnica Kethleen Azevedo, que assumiu o time com a ida de Hoffmann Túlio para o Cruzeiro que, assim como o Atlético, montou uma equipe feminina em 2019 porque a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) passou a exigir que os clubes que disputam suas competições (Libertadores e Copa Sul-Americana) tenham times femininos de futebol.

O jogo

Desde o início do amistoso deste sábado ficou clara a superioridade americana. E aos 22 minutos, Aninha abriu o placar no Gigante da Pampulha. Ainda na primeira etapa, o América chegou ao segundo gol com a centroavante Dilene recebendo na área, girando e chutando por cima da goleira atleticana.

Na segunda etapa, o panorama da partida não se alterou. O América seguiu dono das ações, mas balançou a rede alvinegra apenas uma vez, com Tia, logo aos 5 minutos. Com o placar elástico e o controle do jogo, as Coelhinhas diminuíram o ritmo.

Até porque, na próxima quarta-feira (27) o time já estreia no Campeonato Brasileiro A2 encarando o São Paulo, às 15h, na capital paulista.

Convidada

O amistoso entre América e Atlético teve, jogando pelos dois clubes, Luiza Travassos, de 14 anos, convidada pelo Voe Mulher, evento que organizou a partida. Ela é uma das referências na luta pela igualdade de gênero e joga no PSG Academy, do Rio de Janeiro. Luiza tem ainda um blog no site ESPN.com.

Leia mais:

Primeira decisão; Cruzeiro encara Patrocinense pelas quartas de final do Campeonato Mineiro
Prováveis escalações, desfalques e dúvidas de Atlético e Tupynambás para este domingo
Cemig pagou R$ 990 mil por 3 anos de camarote no Independência; no Mineirão, valor seria R$ 390 mil